Quarta edição do Festival da Canção de Mogi das Cruzes elege vencedores

O 4º Festival da Canção de Mogi das Cruzes lotou as dependências do Theatro Vasques. O evento é um concurso de composições autorais promovido pela Secretaria Municipal de Cultura e foi realizado neste último final de semana. Segundo a organização do evento a qualidade das canções apresentadas, mais a estrutura montada para o evento e ainda as presenças ilustres de Paulinho Pedra Azul, Murilo Antunes e Renato Braz, foram “elementos-chave para o triunfo de mais esta realização”.
Os concorrentes foram avaliados por um corpo de jurados. Após a apreciação, foi anunciado como grande vencedor do Festival, na noite do último domingo, o compositor Ramon Gonçalves, de Coronel Fabriciano (Minas Gerais), com a canção “Oscilação”. Em segundo lugar ficaram Zebeto Corrêa e Martim Cesar, de Belo Horizonte, com a composição “Casa dos Viajantes”. Já a terceira colocação foi para o compositor paulista Kleber Albuquerque, que concorreu com a música “A Banca”.
Artistas mogianos foram premiados nas categorias Prata de Casa e Melhor Intérprete. Na primeira delas, venceu a experiente cantora mogiana Henriette Fraissat, que concorreu com a canção “Sonhos & Desencantos”. Já a premiação de melhor intérprete ficou com Amanda Araújo, da banda Amarantos, com a composição “Um Pelicano”, assinada por ela e também por Daniel Dias.
Muitos dos premiados já são conhecidos do público e já participaram, inclusive, de edições anteriores. O mineiro Zebeto Corrêa, por exemplo, ficou com o segundo lugar na 3ª edição do Festival, à época em uma parceria com Caio Junqueira Maciel. Já a Banda Amarantos venceu, em 2015, o prêmio Prata da Casa, com canção homônima.
“O Festival da Canção, que chegou neste ano à sua quarta edição, está definitivamente consolidado. Temos muito orgulho em dizer que o Festival promovido por Mogi das Cruzes atraiu a atenção de músicos, intérpretes e compositores de 194 cidades brasileiras. É um número muito expressivo. Pela experiência acumulada com as três primeiras edições, conseguimos montar uma estrutura adequada e o evento transcorreu com muita tranquilidade, além de ter recebido grande público”, destaca o secretário municipal de Cultura, Mateus Sartori.
Além das premiações em dinheiro e troféus, entregues aos três primeiros colocados e aos premiados nas categorias melhor intérprete e Prata da Casa, os classificados entre a quarta e décima colocação receberam menção honrosa. Os dez finalistas terão ainda direito a um CD, sem fins comerciais, gravado ao vivo neste último domingo, durante a final. A mídia contém as dez composições finalistas e também a canção Prata da Casa.
Festival 2017
Neste ano, o Festival da Canção de Mogi das Cruzes teve 889 composições inscritas, de 653 compositores das mais diversas partes do país, o que corresponde a praticamente o quádruplo do que foi recebido na edição de 2016 (267 composições).
As inscrições partiram de 194 diferentes cidades, de 21 estados brasileiros e, do total de inscrições, 56 foram de Mogi.
Com este número, o Festival de Mogi das Cruzes se encontra no mesmo patamar de outros grandes festivais promovidos por municípios com abrangência nacional.
As canções vencedores podem ser ouvidas pelo site da Cultura de Mogi (www.cultura.pmmc.com.br).