Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Domingo 20 de Agosto de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/08/2017
mrv

Campanha da Fraternidade: os Biomas Brasileiros

21 ABR 2017 - 08h00

A Campanha da Fraternidade deste ano dirige o seu olhar, atento e sensível, aos biomas brasileiros: Amazônia, Cerrado, Pantanal, Caatinga, Pampa e Mata Atlântica.

São terras que se estendem ao norte, nordeste, sul e ao litoral do Oceano Atlântico. Estas terras correm perigo porque exploradas espantosamente pelos estrangeiros e brasileiros, pelas empresas nacionais e internacionais, que compram e vendem a natureza de maneira inescrupulosa e irresponsável, sujeitando-a à dor do desmatamento, degradação, ocupação desordenada, poluição, invasão e construção de conglomerados urbanos.

A Campanha da Fraternidade realizada em todo o Brasil, quer promover ações educativas para preservar o que o homem tem de mais precioso: o meio ambiente, a natureza e a Mata Atlântica, majestosa e imponente, que a partir do litoral se estende por todo o território da Região do Alto Tietê e por outros Estados. Em alguns municípios da Região, a Mata Atlântica pulsa forte de encanto e beleza.

É necessário incentivar atividades educativas, como caminhar na mata, tomar banho de rio, plantar, colher, cuidar dos animais, preparar alimentos e outras tarefas peculiares, impossíveis de serem desenvolvidas nos centros urbanos, nos condomínios e nas escolas, pela falta de áreas naturais.

É necessário encontrar espaços naturais onde crianças e jovens possam vivenciar de forma lúdica e corporal, os mistérios e revelações dos reinos da natureza e sua relação integrada aos ciclos das estações. É necessário semear no espírito do cidadãos, a começar das crianças, o amor e respeito por todos os seres e preparar os jovens para uma atuação mais consciente no planeta em que vivemos.

Na Região do Alto Tietê, pura e bela é a nascente do rio Tietê em Salesópolis. Coberta pela Mata Atlântica, ao brotar da terra destila água limpa e cristalina. O rio brilha como espelho de água no primeiro percurso, conservando uma linda cor, porém, ao longo de seu caminho perde a pureza, recebe muita sujeira, detritos e todo tipo de material impróprio. Preservar a Mata Atlântica, significa contribuir para a purificação do ar, a regulação do clima, a proteção do solo. Ajuda a evitar deslizamentos de terra, protege rios e nascentes e favorece o abastecimento de água nas cidades.

A mata melhora a qualidade de vida e da economia, a agricultura, o turismo e a geração de energia e lazer. Abriga milhares de espécies de animais vertebrados, sem contar insetos e outros animais invertebrados. É por isso que devemos amar a Mata Atlântica e cuidar de todos os biomas brasileiros, celebrando a vida do nosso planeta em continua transformação e renovação. Tudo o que comemos e respiramos tenha a cor, o sabor, a substância e o cheiro da terra, da água e do sol. Que a natureza não sofra a descarga de dejetos e matérias impróprias, mas a mãe-terra seja o melhor lugar para garantir a nossa existência

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias