Endereço: www.diariodesuzano.com.br/noticia.php?id=22179&caderno=o

Data da impressão: 31 de outubro/2014

31 de outubro/2014

Ed.9971

O Antigo Supermercado Guaió: abandono ou solução?

Diário de Suzano ed.: 9612 - 06 de setembro de 2013




Padre Carmine Mosca

Foi o 1º supermercado de Suzano e por muitos anos foi o único.
Situado no centro da cidade, na Rua principal Francisco Glicério, aparece hoje como um imóvel abandonado, escuro e sujo por dentro e por fora, com uma estrutura sem vida, sem encanto, sem manutenção.
Situado entre a faculdade UNISUZ e a livraria Musicultural marca o olhar das pessoas pela obscura solidão.
Gozava de grande prestígio por estar no centro da cidade e pelo nome "Guaió" que igualava-se ao antigo templo e ao antigo vilarejo de São Sebastião do Guaió.
Atendia a todos os moradores, que saíam a pé de suas casas para fazer compras no consagrado templo comercial. Hoje, do jeito que está, pode tornar-se residência de malfeitores.
Devo confessar que chega a ser, com a sua estrutura e o seu espaço, o mais repugnante imóvel no centro da cidade. Coisas pesadamente nojentas e insuportáveis aparecem aos olhos e aos olfatos dos transeuntes e dos passageiros que ficam parados no ponto de ônibus. O abandono já existe e também a solução ou melhor as soluções.
A Vigilância sanitária, por exemplo, em respeito à saúde pública poderia devolver-lhe um aspecto mais limpo, salubre e decoroso. O Juiz poderia leiloar o prédio e repartir o valor entre os proprietários quando a disputa chegar à conclusão. A Administração municipal poderia intervir para realizar muitos projetos públicos para os munícipes, como a construção de um "Memorial" que passaria a se chamar: "Memorial do Guaió" oferecendo à cidade uma obra arquitetônica que há anos o povo está esperando. Seria o museu do qual a cidade necessita.
Em qualidade de serviços públicos muito está se fazendo, no transporte, na manutenção dos pontos de ônibus, no aproveitamento dos recursos federais e estaduais que são utilizados na construção de unidades de primeiro socorro, de creches, de moradias e de saneamento básico. Razões para não deixar estes recursos parados é que não faltam, pois é sobre as cabeças dos cidadãos que reinam sem medidas frustrações, decepções, revoltas e perspectivas de dias melhores.
Urgente se faz, no entanto dar um jeito para que o prédio não fique ainda mais escancarado à vista de todos e cesse de ser depósito de lixo.
Há movimento de estudantes que saindo da faculdade esperam pelo ônibus na frente do antigo supermercado para voltarem a suas casas. O frio do inverno ameniza o mau cheiro das coisas jogadas no pátio do prédio, porém, o calor do verão infetará ainda mais o ambiente. Terna e mágica está na minha memoria a lembrança do antigo supermercado, pois foi nele que, há tantos anos , ao chegar em Suzano, comprei a primeira garrada de vinho, classificando a uva e o vinho do Brasil atrás dos vinhos italianos.







Enquete

Você é a favor da elevação de Suzano à estância turística?

Canais rede ds

Horóscopo

Publicidade

Colunas do dia

Dia de Finados

Comemoramos aos 2 de novembro o Dia de Finados. Dia de silêncio...

Rede DS de Comunicação - Todos os direitos reservados