Endereço: www.diariodesuzano.com.br/noticia.php?id=262644

Data da impressão: 22 de novembro/2014

22 de novembro/2014

Ed.9990

Colisão entre carro e motocicleta deixa dois mortos na Índio-Tibiriçá

Diário de Suzano ed.: 9181 - 20 de abril de 2012



Uma colisão entre um carro e uma moto terminou com dois mortos. O acidente foi ontem no quilômetro 62 da Rodovia Índio-Tibiriçá (SP-31), no trecho de Suzano. O motoqueiro morreu na hora e a condutora do veículo ainda foi encaminhada com vida ao Pronto-Socorro Municipal, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no começo da noite. Foi o segundo acidente grave ocorrido no mesmo trecho da rodovia em menos de um mês.
De acordo com informações passadas pelo sargento do Corpo de Bombeiros de Suzano, Roberval Lopes de Miranda, o condutor da motocicleta foi identificado como sendo Rodrigo Amaral da Silva, de 23 anos. O rapaz teve morte instantânea.
A motorista é a professora Selena Rosa de Sousa, de 37 anos, moradora de Palmeiras.
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a professora morreu por volta das 18h15 em decorrência de traumatismo craniano e também traumatismo no tórax.

COLISÃO Ela conduzia um carro modelo Prisma (placa EPK-1590) e ele uma moto azul (placa KVF-6755), ambos de Suzano. O choque entre os veículos foi tão violento que a parte frontal do carro ficou irreconhecível. A moto ficou retorcida. O jovem foi parar embaixo do automóvel. O curioso era que o capacete dele estava intacto ao lado da moto.
Ao menos quinze agentes do Corpo de Bombeiros de Suzano, de Ribeirão Pires, da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atenderam a ocorrência. A Polícia Científica deve apurar as razões do acidente.
A reportagem constatou que o ponteiro do velocímetro do carro ficou cravado em 90 quilômetros por hora quando houve a batida. No local a velocidade máxima permitida é de 80 km/h.
Por conta de indícios de frenagens recentes na pista, há a possibilidade da mulher estar trafegando no sentido Ribeirão-Pires/Suzano e a moto no sentido inverso. "Ela deve ter pego ele e a moto acabou arremessada para o barranco", diz o sargento.

RODOVIA DA MORTE Em 23 de março, um acidente entre um carro e uma caminhonete no mesmo trecho da rodovia tirou a vida da também professora Sara Cristina Galvão, de 26 anos, que residia em Osasco. Os veículos também bateram frontalmente.







Enquete

Você é a favor da elevação de Suzano à estância turística?

Canais rede ds

Horóscopo

Publicidade

Colunas do dia

Aprendizados

Tive, com certeza, algumas felicidades na vida. Certa vez disse serem...

Rede DS de Comunicação - Todos os direitos reservados