Endereço: www.diariodesuzano.com.br/noticia.php?id=265030

Data da impressão: 31 de julho/2014

31 de julho/2014

Ed.9891

Das 88 mortes de PMs no Estado, 6 ocorreram em cidades do Alto Tietê

Diário de Suzano ed.: 9350 - 02 de novembro de 2012



Pelo menos 7% das mortes registradas em todo o Estado são de policiais da região do Alto Tietê. Desde o começo do ano, seis PMs foram mortos nas cidades da região, com exceção de um que morreu na Capital, mas é de Santa Isabel. Em todo o Estado foram registrados 88 casos de policiais mortos. Além disso, mais quatro casos de tentativa de assassinatos envolvendo policiais foram registrados neste ano.
Para o delegado titular da Delegacia de Homicídios de Itaquá, Eduardo Boigues Queroz, os casos da região são isolados e não possuem envolvimento com nenhuma facção criminosa. O argumento é que as mortes aconteceram de formas diferentes (veja mais em matéria abaixo).
O levantamento de quantos casos aconteceram na região foi feita pelo DS levando em consideração matérias publicadas. Não foram consideradas mortes de policiais em que não houveram confrontos diretos com bandidos, como no caso de duas ocorrências em Mogi das Cruzes: uma em que o oficial foi encontrado morto em sua casa sem uma das mãos e outra em que foi encontrado perto de uma rede de esgoto.
O primeiro registro de morte de policiais deste ano aconteceu em Mogi das Cruzes em 26 de janeiro. Itaquá registrou dois casos. Arujá, Ferraz de Vasconcelos e Santa Isabel têm um caso cada uma (confira detalhes em quadro nesta página).

TENTATIVAS Além das mortes, pelo menos quatro tentativas de assalto que poderiam ter acabado em morte, envolvendo policiais, foram registradas neste ano.
O primeiro caso aconteceu, em 22 de abril, em Itaquá. Na ocasião, dois suspeitos foram mortos ao tentar assaltar um policial da Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota).
O segundo registro foi em 14 de setembro, quando um policial matou um menor após ele tentar assaltá-lo em Ferraz.
Em outubro, dois casos foram registrados. Um no dia 16 de outubro quando houve um atentado contra a casa de um policial de Ferraz. O outro caso foi quando um jovem tentou assaltar um policial, de 25 anos, e sua namorada, em Itaquá.

NO ESTADO Em todo o Estado, dos 88 policiais militares mortos até agora, 18 eram aposentados e 70 estavam na ativa. Entre os PMs que ainda trabalhavam na corporação, 24 morreram ao reagirem a assalto, 39 foram mortos com indícios de execução, três foram baleados durante confronto com suspeitos em horário de serviço; e os demais morreram em outras circunstâncias.
O secretário estadual de Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, tem afirmado categoricamente que os casos estão sob controle e que não têm nenhum envolvimento com alguma facção criminosa.
Apesar disso, há indícios que mostram presidiários falando que para cada um morto, dois policiais serão assassinados.



   



Enquete

Você é a favor da elevação de Suzano à estância turística?

Canais rede ds

Horóscopo

Publicidade


Colunas do dia

Evite perdas e desperdícios no negócio

As perdas e principalmente os desperdícios são gastos...

Rede DS de Comunicação - Todos os direitos reservados