Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 15 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/12/2019
PMMC DENGUE
Caderno D

Ator Ricardo Monastero fala de trajetória no teatro e na televisão

Monastero interpreta Lauro na novela da Rede Globo, 'A Dona do Pedaço'. O personagem é um pedófilo

Por Isabelle Santini - de Suzano22 NOV 2019 - 23h38
Ator Ricardo Monastero fala de trajetória no teatro na televisãoFoto: Sabrina Silva/DS
O ator Ricardo Monastero esteve no Alto Tietê, na semana do feriado da Proclamação da República, 15 de novembro, para exibição do musical 'O Jardim da Meia Noite'. Durante a passagem, ele falou sobre a carreira e paixões no programa DS Entrevista.
 
O ator é formado pela Escola de Arte Dramática/ECA da Universidade de São Paulo (USP). Ele também é integrante do elenco da Companhia do Latão, com especialização e variados sucessos tanto na televisão quanto no cinema e destaque especial no teatro.
 
Monastero interpreta Lauro na novela da Rede Globo, 'A Dona do Pedaço'. Quando recebeu o convite para atuar na novela de Walcyr Carrasco, o ator diz que foi desafiador e afirmou que tenta procurar personagens mais diferentes e desafiadores possíveis.
 
"O pedófilo entra em um momento dramático. A equipe da Globo me disse que eu receberia ameaças por conta do papel que iria interpretar na novela", afirmou Monastero.
 
Ele diz que o papel é uma forma de alertar a população quanto à pedofilia. "É um papel diferente de mim, Ricardo. Precisamos falar sobre isso. Colocar o tema da pedofilia em pauta. A construção do Lauro tem de ser encantadora. Ele estampa ser um bom moço. Não foi fácil. Mas é algo que pode ser tema de um debate. E que essas meninas que sofrem tenham espaço para conversar".
 
Deus Salve o Rei
 
Monastero participou de 'Deus Salve o Rei', também produzida pela Globo. O ator interpretou Pietro, um professor de arpa na trama. "Foi uma ótima experiência, realmente surpreendente", pontuou. 
Ainda pela TV Globo, fez a minissérie 'Queridos Amigos' de Maria Adelaide Amaral, como a travesti Brenda, e contracenou com Fernanda Montenegro, Juca de Oliveira, Denise Fraga, Emílio de Mello, Débora Bloch, entre outros. "Foi o primeiro contato que tive com a Globo".
 
Teatro
 
No âmbito teatral, Monastero foi protagonista e realizador do Melhor Espetáculo de 2016, segundo a Associação Paulista de Críticos da Arte (APCA) 'Sobre Ratos e Homens', do prêmio Nobel John Steinbeck.
"Fez com que eu acreditasse que dá para viver de cultura. É possível fazer essas apresentações em lugares nos quais o teatro não existe, disseminar a arte onde não há hábito cultural".
 
O ator afirma que é importante ressaltar o trabalho das pessoas que vivem da cultura. "Vivo disso desde os meus 18 anos. O teatro é uma potência criativa, de comunhão. Se trata de um objetivo comum de pertencimento". 
 
Monastero reitera que leis de incentivo à cultura devem ser trabalhadas. Ele classifica que a cultura congrega as pessoas. "Vemos que existe distanciamento do fazer cultural e da sociedade. Devemos pedir incentivos de políticos. Leis de incentivo à cultura são nada perto do orçamento total da União. Economizaremos em educação, saúde, segurança se a cultura receber investimentos". 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias