Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 30 de novembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 30/11/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC NOVEMBRO AZUL
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades - Novembro
PMMC MULTI 2020 NOV

Banda Guns N' Roses no Coachella mostra a crise ocorrida nos festivais

07 JAN 2016 - 07h00

Há alguns meses, nascia o zunzunzum de uma possível reunião das duas principais figuras do Guns N’ Roses, Axl Rose e o guitarrista Slash. Depois de tantas farpas trocadas entre eles, era difícil que o encontro de fato ocorresse. Não se sabe se foram as cifras milionárias, ou qualquer outra justificativa, mas os dois voltarão a pisar no mesmo palco durante as apresentações do grupo como headliner no festival norte-americano Coachella, um dos maiores do mundo, em abril de 2016.

Abre-se, com isso, o questionamento: o mercado de festivais chegou ao limite? É preciso gastar US$ 3 milhões, segundo informações da revista Billboard, para conseguir reunir uma banda que não faz nada de relevante há mais de 20 anos, com dois integrantes que não se suportam?

O Coachella, como outros festivais do mundo, tenta dar sua cartada para driblar a crise mundial. Ingressos, afinal, já não são vendidos aos montes, no Brasil ou fora do País. Apela-se para a nostalgia barata, de uma das últimas gerações de cultura de massa na música. Depois da internet, poucas foram as bandas que chegaram à níveis populares. Isso pode ser colocado na conta da pluralidade da rede - ou do fim do monopólio da MTV, rádios e gravadoras. Mas não existem mais os grandes sucessos. Dentre as bandas de rock mais recentes, os maiores nomes são Strokes e Arctic Monkeys, mas até eles já estão por aí há algum tempo - e viveram seus momentos de headliners em festivais.

O LCD Soundsystem, responsável por marcar uma geração de indies que gostavam de se soltar na pista de dança, também está de volta para o Coachella, mas o retorno parece mais legítimo: vem aí um novo disco e novas turnês.

O caso é que o GNR é uma das últimas grandes bandas de rock - de uma época em que ainda havia espaço para essas megalomanias. Talvez isso seja suficiente para salvar o Coachella de um possível fracasso de vendas em 2016. Mas, e em 2017? Quem salvará a lavoura?

Guns N' Roses

É uma banda de hard rock formada em Los Angeles em 1985. A banda já lançou seis álbuns de estúdio, três EPs e um álbum ao vivo.

A banda já vendeu 100 milhões de cópias em todo o mundo, sendo cerca de 43 milhões somente nos Estados Unidos. O seu álbum de estréia em 1987, “Appetite for Destruction” vendeu cerca de 28 milhões de cópias no mundo todo, sendo certificado 17 vezes platina pela RIAA (Associação da Indústria de Gravação da América).

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias