Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 21 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Especialista em Shakespeare vem ao País

08 NOV 2015 - 07h00

“Repertório Shakespeare”, projeto que estreiou essa semana no Sesc Vila Mariana, é a obra de um devoto. Enquanto conversa sobre suas novas encenações de Macbeth e Medida por Medida, Ron Daniels fala em "inteligência superior" e em "profundo respeito". Em tom de confissão, diz ainda se sentir "meio místico", como se em "contato com coisas milagrosas". Para esse encenador brasileiro, fora do País desde os anos 1960 e hoje radicado em Nova York, as peças de William Shakespeare "são o Evangelho". Nada mais, nada menos.

Até aí o discurso não difere muito do proferido pelo séquito de "fiéis" shakespearianos mundo afora. O curioso é que, em Ron Daniels, tamanha adoração não incorre jamais em reverência. Da boca de Thiago Lacerda, intérprete do nobre Macbeth, o espectador brasileiro não ouvirá versos em decassílabos. Ou sentenças em prosa extravagante. "Tenho profundo respeito. Porque amo essas peças. Mas nunca o considerei um clássico intocável. Isso é teatro. Então, a gente também pode brincar um pouco", pontua ele, que já criou versões extravagantes, como a de um Hamlet de pijamas, e deve voltar a provocar barulho em fevereiro, quando estrear em Washington um Otelo protagonizado por um ator muçulmano.

Ao lado de Marcos Daud, o diretor passou três meses trabalhando nas traduções de Macbeth e Medida por Medida até encontrar o texto exato. E outros três meses na sala de ensaio com os atores "O público irá sair com a sensação de que entendeu Shakespeare, todas as suas palavras. Ali, estão seres inteligentes, que gostam de ouvir, que gostam de entender. Não quero que a plateia se sinta burra", fala sobre os espetáculos, que serão encenados concomitantemente, com o mesmo elenco, em dias alternados.

Reconhecido internacionalmente, Daniels é diretor honorário da Royal Shakespeare Company, e já assinou mais de 40 montagens do dramaturgo inglês, na Europa, Japão e Estados Unidos. Em 2012, estreou Hamlet em São Paulo e descobriu em Thiago Lacerda um "verdadeiro ator shakespeariano". "Não entendo como, porque ele não teve essa formação, mas é isso o que ele é. Entende a estrutura do pensamento de Shakespeare, como só gente como Ian McKellen é capaz", diz o criador, em referência ao ator britânico a quem também já dirigiu.

Viajando pela Escócia, em 1964, Daniels soube do golpe militar no Brasil e resolveu não voltar mais. Encontrou pouso na Inglaterra, trocou o nome Ronaldo Daniel pela alcunha atual, foi emendando uma peça na outra. Passou 30 anos longe. E, em 1998, quando finalmente veio fazer uma visita, reencontrou Raul Cortez - com quem havia trabalhado no Teatro Oficina, no início de sua carreira -, e surgiu a ideia de fazer Rei Lear.

Sesc Vila Mariana fica na Rua Pelotas, 141, 5080-3000. Macbeth, quinta-feira e sábado , 21 horas; “Medida por Medida”, sexta-feira 21 horas; domingo, 18 horas. R$ 18/R$ 60. Até 30 de janeiro.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias