Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 24 de janeiro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/01/2021
CENTRO MÉDICO CLUBE DS  - OFTALMOLOGIA
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Cultura

Lançamento do documentário 'Pensando Diferente os 4 Elementos' será neste sábado

Em transmissão online, documentário traz a opinião de renomados especialistas brasileiros sobre alternativas à atual crise socioambiental.

Por da Região10 DEZ 2020 - 10h18
Lançamento do documentário 'Pensando Diferente os 4 Elementos' será neste sábadoFoto: Gabriela Carreiro/Moeté Filmes

De viés crítico e propositivo, o documentário em formato de websérie “Pensando Diferente os 4 Elementos”, traz um recorte de como a humanidade tem lidado de maneira conflituosa com a natureza e como os impactos causados pelo atual modelo de produção e consumo põem em risco nossa civilização. Fugindo de jargões técnicos, a série discute caminhos possíveis para superação da crise atual.

A produção será lançada neste sábado (12) e transmitida gratuitamente pela plataforma do YouTube por meio do canal da produtora Moeté Filmes, às 19 horas.

A websérie possui quatro episódios intitulados “Terra - Objetificação e abusos”; “Água - Pegada Hídrica”; “Ar - Poluição, Saúde e Biodiversidade” e “Fogo - Mudanças Climáticas”. Dialogando entre si, os episódios trazem dados contundentes sobre as mudanças globais, e revelam como o pensamento “convencional” sobre educação, democracia, agricultura, industrialização e até mesmo a reciclagem alinham-se para produzir a atual crise de insustentabilidade. Combinando entrevistas e projetos exemplares, narrados em uma perspectiva emotiva e científica ao mesmo tempo, os episódios apontam caminhos por meio de políticas públicas e da participação democrática dos cidadãos.

Entre os entrevistados estão o cientista, professor e pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Antonio Donato Nobre, o médico patologista e professor da Universidade de São Paulo (USP), Paulo Saldiva, a vice-presidente do IPCC(Painel Intergovernamental sobre Mudanças do Clima) e pesquisadora do INPE, Thelma Krug, professores universitários e membros da sociedade civil atuantes no terceiro setor. De forma ousada e criativa, a série consegue discutir ao longo de cada episódio temas “espinhosos” em uma linguagem acessível que alcança desde o cidadão comum até estudantes e pesquisadores da área e provocá-los a “pensar diferente”.

Direção e roteiro

O idealizador do projeto e produtor cultural, Daniel Felipe Paiva, contou que a ideia surgiu após um programa de estágio voluntário sobre pesquisa de meios de comunicação voltados para a área socioambiental, na Faculdade de Tecnologia de Jacareí, no curso superior de Tecnologia em Meio Ambiente e Recursos Hídricos. “Ao fim do semestre de 2017, começamos a escrita da proposta de projeto - indo além da pesquisa no voluntariado - contemplando formação cultural e técnica específica por meio de workshops na área audiovisual a fim de estimular produções audiovisuais e produzir conteúdo relevante com o intuito de informar e sensibilizar o público espectador sobre as questões ambientais”, explicou, Paiva.

Daniel Paiva, comenta que a produção possui o objetivo de informar e assim sensibilizar a população a um novo pensamento, também como um material de apoio acadêmico para professores e estudantes, trazendo a discussão acadêmica de maneira simples e visual para a sociedade.

“Estamos passando por um período de negacionismo científico, climático e ondas de fake news, então existe uma necessidade de informar a população com fatos científicos e exemplos de que é possível e necessário uma nova relação da humanidade com a natureza trazendo uma visão equilibrada e um pensamento diferenciado do comum. Pensar diferente leva o nome do documentário e o objetivo dessa produção também”, explicou o diretor.

Para o roteirista e pesquisador da websérie, o ecólogo e professor Érico Pagoto, o documentário marca posições muito fortes e claras em tempos de terraplanismo e movimento anti-vacina. “Da mesma forma como o discurso anti-vacina matou (e mata) pessoas, o negacionismo das ciências têm levado nossa civilização à beira do colapso. Como diz uma de nossas entrevistadas: ‘os dados não mentem’. Então eu espero que a websérie cause um momento de reflexão às pessoas”, apontou o roteirista. O documentário é uma iniciativa da Lei de Incentivo à Cultura (LIC) com o apoio da Fundação Cultural Cultural De Jacarehy "José Maria De Abreu" e Prefeitura de Jacareí. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias