Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 01 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 01/10/2020
ÚNICCO POÁ
SOUZA ARAUJO
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Oficial de Justiça afirma que Prince morreu de overdose de opióide

03 JUN 2016 - 08h00

Um oficial de Justiça disse a uma agência de notícia americana que exames revelam que Prince morreu de overdose de opiáceo - substâncias derivadas do ópio, incluídos na classe dos opióides. A informação ainda não foi confirmada oficialmente. O cantor de 57 anos foi encontrado morto no dia 21 de abril, em sua casa em Minneapolis (EUA). O profissional, que atua próximo à investigação, falou na condição de anonimato porque não tem autorização para falar com a imprensa sobre o caso.

As descobertas, se confirmadas, determinam que substâncias suspeitas a base de opióides desempenharam papel importante na morte do cantor. Depois que Prince morreu, outro oficial relatou que investigadores estavam pesquisando se a overdose tinha sido por causa de remédios receitados por seu médico semanas antes da morte.

Prince morreu menos de uma semana depois que seu avião particular fez uma parada de emergência em Moline, Illinois (EUA), ocasião em que o cantor precisou de atendimento médico. Uma testemunha disse que Prince estava inconsciente e que nos primeiros socorros foi dado ao cantor uma dose de Narcan - medicação usada em casos de suspeita de overdose de opióide.

Ícone

Prince foi um dos artistas mais influentes da música pop durante seus 40 anos de carreira. Era cantor, compositor, multi-instumentista e ator. Teve o talento reconhecido com sete prêmios e 30 indicações no Grammy, um Oscar e um Globo de Ouro, além de quatorze músicas no top 10 da “Billboard” nos EUA.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias