Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 29 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 28/10/2020
PMMC OUT ROSA
Reisinger Ferreira
PMMC MULTI 2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo Outubro

11 mil serão beneficiadas com reajuste em Suzano; no Alto Tietê são 77,7 mil

04 MAI 2016 - 08h01

O reajuste do valor pago pelo programa federal Bolsa Família vai beneficiar 11.296 famílias em Suzano. No Alto Tietê, a medida vai ajudar 77.791 famílias. O anúncio do reajuste em 9% foi feito pela presidente Dilma Rousseff (PT), no último domingo, durante evento da Central Única dos Trabalhadores (CUT), em São Paulo.

O repasse enviado ao município aos beneficiários do programa federal chega atualmente a R$ 1,5 milhão. O valor de repasse pode chegar a R$ 176 mensais. O percentual de aumento varia de acordo com quanto a pessoa recebe.

Também será alcançado benefícios variáveis pagos por meio do programa por crianças de até 15 anos, gestante ou mães que amamentam. Nestes casos, o valor autorizado passa de R$ 35 para R$ 38. São pagos até cinco benefícios desse tipo por família. Já o benefício pago aos jovens entre 15 e 17 anos passará de R$ 42 para R$ 45 mensais, até o limite de dois benefícios por família.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), a estimativa de aumento não pode ser calculada, uma vez que o reajuste só será feito na folha de pagamento de junho, já que isso depende da composição das famílias beneficiárias.

REGIÃO

Na região, a cidade que recebe o maior valor de repasses é Mogi das Cruzes, já que tem o número mais expressivo de beneficiários do Bolsa Família. São 22.617 famílias, que totalizam R$ 4,1 milhão. Itaquaquecetuba fica em segundo lugar, com o repasse de R$ 2,9 milhão, que beneficiando 20.630 famílias (veja todas as cidades em quadro acima).

Entre janeiro de 2011 e junho de 2016, o benefício médio do Bolsa Família acumulará aumento de 29% acima da inflação. A atualização dos valores já estava prevista desde agosto de 2015 na proposta de Lei Orçamentária de 2016 enviada pelo governo e aprovada pelo Congresso Nacional no ano passado.





Foto: Jefferson Rudy /Agência Senado

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias