Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 03 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 03/12/2020
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades - Dezembro
GOLDSTAR
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades 02 - Dezembro
Reisinger Ferreira
ERICA ROMÃO

2 mil fiéis são esperados para a homenagem ao padroeiro São Sebastião

20 JAN 2016 - 07h01

Cerca de dois mil fiéis são esperadas na Igreja Matriz de Suzano para a missa e procissão do padroeiro São Sebastião. A data é comemorada hoje. Por conta disso, é feriado na cidade. A missa do santo será às 16 horas, em seguida haverá uma procissão onde os católicos percorrerão pelas principais ruas do Centro da cidade. Ao final da programação, pedaços de bolos serão distribuídos pelos voluntários da igreja para os participantes.

O diácono Dercides de Izidoro, um dos responsáveis pela festa do padroeiro, explicou a importância da comemoração e da festividade. "Este momento é marcante para nós firmarmos o tema tratado pelo papa Francisco. Neste ano, vamos determinar o período somente da misericórdia, onde todos os eventos que forem realizados serão deste assunto".

A data já vem sendo comemorada desde o último dia 11, quando começou a novena e a realização de festas sociais. A procissão começará subindo a Rua Benjamin Constant, depois passará pela Rua Portugal Freixo, e vai terminar descendo a Rua General Francisco Glicério. Chegando à igreja os fiéis vão entrar pela parte central da praça e vão encerrar a missa. Também haverá bolo do padroeiro.

O tema escolhido para representar a celebração é "Sede Misericordioso como o Vosso Pai é Misericordioso", baseado no versículo 36 do sexto capítulo do evangelho de São Lucas. Haverá também a participação de outras paróquias, como a do Bom Pastor que já está confirmada. Ontem foi realizada a missa de encerramento da novena, às 19 horas.

SÃO SEBASTIÃO

O padroeiro São Sebastião nascido na França em Narbona, foi um mártir e santo cristão. Ele foi morto durante uma perseguição levada a cabo pelo imperador romano Diocleciano. De acordo com a tradição oral, atribuídos a Santo Ambrósio de Milão, Sebastião era um soldado que teria se alistado no exército romano por volta de 283 d.C. com a única intenção de afirmar o coração dos cristãos, enfraquecido diante das torturas. São Sebastião nunca deixou de ser um cristão convicto e ativo. Fazia de tudo para ajudar os irmãos na fé, procurando revelar o Deus verdadeiro aos soldados e aos prisioneiros.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias