Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 22 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/10/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
ÚNICCO POÁ
PMMC MULTI 2020
PMMC OUT ROSA
Reisinger Ferreira

21 estabelecimentos públicos não serão atingidos por rodízio de água

16 OUT 2015 - 08h01

Vinte e um estabelecimentos públicos estão "blindados" de rodízio nas cidades da região. Todas as unidades são abastecidas pelo Sistema Produtor do Alto Tietê (Spat). A lista foi divulgada ontem no site da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), após a polêmica de ter sido anunciado sigilo de 15 anos sobre os dados de rede de água e esgoto, além de informações de projetos. Em todo o Estado, são 544 locais.

A Sabesp informou que nestes locais foram feitas conexões com adutoras, ou seja, no caso de existir um rodízio drástico por conta da queda no volume de água das represas, os pontos divulgados não serão atingidos. O DS já havia divulgado anteriormente que o Estado estava fazendo um mapeamento de quais locais precisavam passar por este procedimento

Entre os locais citados estão delegacias, hospitais, Fundação Casa, unidades de atendimento de saúde e Centros de Detenção Provisória (CDPs). Suzano é o município com maior número de estabelecimentos: sete. Entre eles estão dois hospitais, as duas unidades da Santa Casa, o Centro de Nefrologia, o Distrito Policial (DP) Central e o CDP.

Além de Suzano, constam na lista unidades da cidade de Arujá, com três estabelecimentos; Ferraz de Vasconcelos e Itaquaquecetuba, com quatro unidades cada; Poá, com dois locais, e Mogi das Cruzes que teve o CDP citado. A Sabesp não explicou em seu site quais os critérios para escolha dos locais. Isso porque apesar de todos serem essenciais para o funcionamento, há cidades em que tiveram unidades importantes deixadas de lado, como os três hospitais de Mogi (Luzia de Pinho Melo, Arnaldo Pezzutti e Santa Casa), além dos particulares; e delegacias das outras cidades.

SIGILO

O sigilo sobre informações da Sabesp foi decretado no começo do ano. A estatal alega que a divulgação de informações pode prejudicar a população por conta do uso inadequado das informações e manipulação de dados. Alguns dias depois, a companhia voltou atrás e decidiu divulgar a relação de estabelecimentos. Os mesmos dados havia sido solicitado pelo portal iG por meio da Lei de Acesso à Informação, porém a Sabesp negou os dados sob a justificativa de sigilo.

VOLUME DE ÁGUA

Atualmente, o volume de água acumulada nas represas está em 14,6%. Há uma semana, o Spat está em queda constante, mesmo com chuvas registradas neste período. Até agora foram registrados 42,7 milímetros de pluviometria no sistema, sendo que a média máxima mensal é de 115 milímetros. Apesar do número baixo, o percentual de água acumulada é maior do que no ano passado, quando o Spat registrava 9,9%, com 7,2 milímetros de chuva.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias