Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 29 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 29/09/2020
ÚNICCO POÁ
SOUZA ARAUJO
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo

32,1 mil alunos de Suzano podem estudar online para a prova do Enem

08 ABR 2016 - 08h00

Os 32,1 mil alunos do Ensino Médio de Suzano podem estudar e fazer simulados para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por meio da plataforma "Hora do Enem". O canal foi disponibilizado, no último sábado, pelo Ministério da Educação para auxiliar os alunos que querem ingressar na universidade, podendo contribuir na melhora de, em média, 30% o desempenho na prova.

De acordo com a dirigente de ensino municipal, Vera Lúcia Miranda, as escolas da cidade estão preparadas para fornecer acesso à internet aos alunos interessados.

A plataforma Hora do Enem é voltada para os estudantes do terceiro ano do Ensino Médio, apesar de aceitar o cadastro de outros perfis, como estudantes de outros anos e de pessoas que já concluíram o Ensino Médio, de acordo com o teste realizado pelo DS. Para participar, o interessado, seja de escola pública ou privada, precisa fazer o cadastro, acessando o site http://tvescola.mec.gov.br/tve/serie/hora-do-enem, clicando na opção "plataforma de estudo". O site encaminhará o aluno para uma nova página, onde é necessário informar nome, e-mail e outras informações pessoais.

O primeiro simulado online acontecerá no próximo dia 30 de abril. Depois do cadastro é possível informar qual o curso e universidade o estudante pretende alcançar, e o site oferece aulas e exercícios com um plano individual de estudo de acordo com os objetivos de cada um no exame. Atualmente, o site disponibilizado as opções de "Estudo de História" e "Português" para o estudo. Mais 18 assuntos para estudo serão abertos nos próximos dias.

De acordo com a dirigente de ensino de Suzano, os alunos das escolas estaduais da cidade terão possibilidade de trabalhar na plataforma por meio das salas de informática das unidades. "A maioria dos alunos estarão trabalhando com isso. Eles tem acesso. As escolas tem as salas do "Acessa", as salas de informática. Os professores levam para que eles façam atividades", explicou Vera Lúcia. Ainda de acordo com ela, se o aluno que não tem acesso à internet em casa conversar com a sua unidade de ensino, eles poderão ir até a escola após o horário de aula, para usar os computadores.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias