Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 16 de junho de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 15/06/2019
CENTERPLEX 13 A 19/06
PMMC AGASALHO
PMMC UPA JUNDIAPEBA
PMMC JUNHO VERDE

32º Batalhão da PM realiza nesta sexta-feira monitoramento da greve em Suzano

Desde a madrugada, os policias estarão nos terminais dos trens das cidades para realizarem acompanhamento

Por Isabelle Santini - de Suzano13 JUN 2019 - 23h44
Passageiros da Linha 11 serão afetados com a greve marcada para sexta-feiraFoto: Sabrina Silva/DS
Em torno de 15 a 20 viaturas do 32º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano estarão disponíveis para realizar monitoramento e patrulha na região de Suzano, Poá e Ferraz, por causa da greve geral prevista para nesta sexta-feira, 14 de junho, em protesto contra o projeto da Reforma da Previdência. 
 
Desde a madrugada, os policias estarão nos terminais dos trens das cidades para realizarem o monitoramento dos eventuais grevistas. A ação servirá para colaborar e fortalecer com maior policiamento efetivo na região e, por conseguinte, ajudará na segurança. 
 
Os policiais estarão nas ruas para prevenir qualquer tipo de brigas, desentendimentos e promover a segurança dos grevistas. Os policiais militares do 32º Batalhão se reuniram ontem para realizarem levantamentos sobre a quantidade de grevistas que iriam as ruas no dia.
 
Visto que a greve geral terá maior concentração na capital paulista, os policiais da região se preparam para receberem a população grevista. A operação direcionada para a greve, tem como objetivo auxiliar na prevenção de eventuais discussões, conflitos, atos de violência que possam ameaçar a integridade física dos protestantes e dos demais munícipes. 
 
AFETADOS COM A GREVE
 
O DS divulgou, esta semana, que ao menos 164.539 passageiros da região, que utilizam os trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), devem ser afetados pela greve geral marcada para sexta-feira, 14, em 12 estações na região. A de Suzano terá o maior número de pessoas afetadas, com 32.495. Seguido da Estação Ferraz de Vasconcelos, totalizando 23.841, e a Estação Itaquaquecetuba, que prejudicará o transporte de 16.926.
 
Em nota, o Sindicato dos Ferroviários da Central do Brasil disse que a grave vai afetar, em média, de 920 mil a 1 milhão de passageiros.
 
As linhas 7-Rubi, 10-Turquesa, 11-Coral, 12- Safira e 13-Jade não funcionarão. Elas atendem a região do Alto Tietê, Zona Leste de São Paulo e ABC Paulista. Todos os ferroviários vão aderir à greve geral contra a Reforma da Previdência. O coordenador da entidade, Joel de Almeida, falou que todas as sindicais participarão do ato. "Fizemos uma assembléia e confirmamos que vamos aderir a greve. Todas as centrais sindicais irão à Avenida Paulista", disse. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias