Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 30 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 29/09/2020
Pmmc Sarampo
SOUZA ARAUJO
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
ÚNICCO POÁ

395 ônibus intermunicipais são vistoriados por emissão de fumaça

13 AGO 2016 - 08h00

Em dois anos e sete meses, 353 ônibus intermunicipais da região foram vistoriados para verificar a qualidade na emissão de fumaça. Deste total, 95% tiveram aprovação. Os números foram divulgados ontem pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) e englobam as cidades de Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Poá, Mogi das Cruzes, Guararema, Biritiba Mirim, Salesópolis e Suzano.

Os números foram divulgados como parte da celebração do Dia Mundial de Combate à Poluição, comemorado amanhã. Cerca de 30 mil vistorias foram realizadas, em todo Estado, desde 2011 dentro do Programa ConscientizAR. Criado em 2008, tem como objetivo reduzir a emissão de poluentes dos ônibus a diesel que operam em linhas gerenciadas pela EMTU. A frota atual de veículos dos sistemas regular e de fretamento na Região Metropolitana de São Paulo, que inclui as cidades da região, totaliza 13,8 mil veículos. O programa possui caráter educativo e orienta as empresas operadoras sobre a necessidade de manter os motores regulados.

O trabalho de campo do Programa ConscientizAR é realizado diariamente por técnicos treinados pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb). A equipe mede por meio de equipamento chamado opacímetro o material particulado (conhecido popularmente como fumaça preta) que sai do escapamento dos veículos.

A emissão acima dos níveis permitidos está diretamente associada à falta de manutenção do veículo ou à má qualidade do combustível utilizado.

Entre os problemas mais comuns estão a bomba injetora desregulada, bicos injetores danificados, filtros de ar e óleo com vida útil vencida e combustível adulterado.

Em caso de registro de irregularidade, a empresa deve se adequar ao nível de emissão permitido pela regulamentação e passar por nova vistoria. Se o problema persistir, a empresa é multada e os veículos são impedidos de circular até a regularização.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias