Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 30 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 30/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo
SOUZA ARAUJO
ÚNICCO POÁ

4 mil servidores públicos municipais terão reajuste salarial de 10,4%

02 ABR 2016 - 08h01

Cerca de quatro mil funcionários públicos municipais vão receber reajuste salarial de 10,4%. Do total 5,2% de aumento começaram a valer a partir de 1º de março e os outros 5,2% começarão a ser aplicados a partir de 1º de novembro. A lei que fixa o aumento foi publicada ontem no DS e é assinada pelo prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB). A publicação indica que o vale-alimentação ficou mantido no valor de R$ 270 e a cesta básica em R$ 140.

O reajuste já era aguardado pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Suzano, que ainda reivindicam melhorias na condição de trabalho e alterações no estatuto. Algumas referências são citadas n benefício de cesta básico, como a validade para a referência 9 na Tabela Salarial Geral. De acordo com o secretário-geral do sindicato, Carlos Amaro Alves Costa, isso representa a distribuição do benefício para mais trabalhadores. "Representa a classificação da base salarial". Ou seja, a cesta era distribuída para funcionários que recebiam até um valor e agora abrange outras tabelas salariais. No edital também é citado que o beneficio deve atender trabalhadores da área da educação e a Guarda Civil Municipal (GCM).

Costa explicou ainda que o valor do reajuste, que cobre apenas a inflação anual, foi uma adequação responsável. "A gente queria mais, mas na atual conjuntura e os problemas do País, precisamos de acertos com responsabilidade. Vamos receber um pouquinho mais que a inflação, em duas parcelas", explicou.

Ainda de acordo com ele, os funcionários pediam mais. "O servidor quer sempre mais. Mas como disse, temos que ser responsáveis, entender a situação, e tentar fazer o melhor possível. Não adianta reivindicar um reajuste bem maior e prejudicar o salário no futuro, se a Prefeitura não conseguir pagar", pontuou.

Entre as outras reivindicações, o sindicato pede alterações em nomenclaturas, regularização de turnos e de banco de horas, além de ampliar e garantir mais atenção a servidores com deficiência. "A gente ainda tem reivindicações, uma pauta com 45 itens, e durante o ano vamos negociar com o prefeito", explicou Costa.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias