Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 27 de novembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/11/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Reisinger Ferreira
PMMC NOVEMBRO AZUL
ERICA ROMÃO
PMMC MULTI 2020 NOV

6,9 mil eleitores fazem cadastro biométrico para as eleições municipais

24 JAN 2016 - 07h01

O cadastro biométrico já foi realizado por 6.999 eleitores de Suzano, nas duas unidades eleitorais da cidade. O número é referente às pessoas que procuraram os cartórios para tirar o primeiro título de eleitor e fazer revisão, já que todos que passam nas unidades devem fazer o cadastro. Apesar disso, os eleitores representam apenas 3% dos moradores que votam no município, que se são 206.517. O recadastramento digital só passa a ser obrigatório nas eleições de 2018.

O cartório da 415ª Zona Eleitoral já registrou 3.432 cadastramentos na biometria. Entre eles, 2.234 procuraram o cartório para realizar revisão no título eleitoral, incluindo aqueles que procuraram a unidade para fazer a biometria. Além disso, são 786 eleitores novos e 412 eleitores transferidos de outra área. "Nesse primeiro momento ainda não é obrigatório, mas em 2018 todos vão ter que ter feito o recadastramento biométrico. Por isso já o realizamos sempre que o eleitor vem até aqui, seja para fazer revisão, transferência ou o título novo. Dessa forma, a gente vai eliminando o número de eleitores", explicou o chefe substituto do Cartório, Jenivaldo Antonio Riva.

Já no cartório da 181ª Zona Eleitoral em Suzano, já foram registrados 3.567 eleitores que realizaram o cadastramento digital. Sendo 809 novos títulos, 508 transferências e 2.250 eleitores que procuraram o cartório para revisão. A zona possui ao todo 110.450 eleitores. A informação foi divulgada pela chefe do cartório, Imaculada Pires de Almeida. As duas unidades do município iniciaram o cadastramento biométrico no dia 27 de agosto do último ano.

O cadastramento biométrico é a atualização dos dados constantes do cadastro eleitoral, com o objetivo de implantar a identificação de cada eleitor por meio de impressão digital, fotografia e, desde que viabilizado, assinatura digitalizada. "Dessa forma, a biometria vai facilitando processo eleitoral. A pessoa vai lá votar, apenas coloca o dedo e já é identificada. Isso vai agilizar o atendimento e eliminar o problema com o esquecimento da documentação", explicou Jenivaldo Antonio Riva.

Os cartórios informaram também que, devido a 2016 ser ano eleitoral, a procura por tirar o novo título eleitoral está grande.

As unidades informaram, ainda, que todos os processos realizados no título eleitoral só deverão ser feitos até o dia 4 de maio.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias