Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
domingo 20 de junho de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/06/2021
EDP SEGURANÇA
MAGIC CITY - CAMPANHA SOLIDÁRIA

Acoris afirma que terrenos públicos são atrativos para compradores

04 DEZ 2015 - 07h00

O presidente da Associação de Corretores de Imóveis de Suzano (Acoris), Admilson Alves Bernardes, acredita que os terrenos públicos, que deverão ser vendidos pela Prefeitura por meio da licitação, devem ter uma boa aceitação do mercado imobiliário. O projeto de lei, que permite a venda de 11 áreas públicas, foi aprovado, na Câmara, na última quarta-feira, sob debates intensos. O documento, de autoria do prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB), segue para sanção. O objetivo é angariar recursos para aos cofres públicos.

"O comprador quer um terreno por um preço acessível e que depois possa ser revertido em lucro para ele. Então um imóvel bem localizado e com valores de mercado, com preço real, a venda se torna muito mais fácil", disse Bernardes.

Entre os 11 terrenos que estarão sendo postos à venda, seis deles possuem mais de 10 mil metros quadrados (m²). A área onde eles estão localizados também chama a atenção.

O maior deles está localizado no Parque Suzano, em frente a Avenida Paulista, e tem 30.245,25 m²; em seguida aparece uma área de 24.775 m² na Rodovia Índio-Tibiriçá (SP-31); e, um terreno na Rua Doutor Prudente de Moraes, de 18.329,96 m². Esta área foi uma das primeiras escolhidas para implantar o Hospital Regional, mas posteriormente o local foi descartada pela Prefeitura.Além disso, há um terreno no Jardim Saúde, de 16.916 m²; uma área no Jardim Carlos Cooper, de 15.401 m²; e uma área no Jardim Lazzareschi, de 10 mil m². Os demais terrenos variam entre 542 a 6 mil metros quadrados.

O presidente da Acoris destacou ainda que o fator que mais tem prejudicado o mercado imobiliário é a crise financeira enfrentada pelo País. Porém, os compradores ainda estão em busca de boas ofertas e imóveis diferenciados. "Atualmente, não existem muitos imóveis com essas características em Suzano. O tamanho das áreas é bom e a localização também é atraente. Locais mais próximos da região central ou em regiões com boa infraestrutura sempre são mais fáceis de serem vendidos. Nesses casos o preço que será determinante", acrescentou o presidente da Acoris.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias