Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 01 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 30/11/2020
GOLDSTAR
GOLDSTAR
ERICA ROMÃO
Reisinger Ferreira
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades - Dezembro

Anvisa aprova venda da 1ª vacina contra dengue para indústria de Suzano

29 DEZ 2015 - 07h01

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou ontem a venda da primeira vacina contra a dengue no País. A autorização foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) e dada à indústria química de Suzano Sanofi-Aventis. Segundo a assessoria de imprensa, a vacina reduziu dois terços dos casos e preveniu oito em cada dez possibilidades de hospitalização. Ainda não há um valor estipulado para a venda do produto e nem data para que a vacina chegue ao sistema público de saúde. A vacina foi aprovada em outros dois países: México e Filipinas.

A fabricação da vacina é feita em uma unidade na França, porém conforme o DS publicou anteriormente, a Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) - órgão vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação - autorizou a comercialização da vacina em julho para a unidade localizada em Suzano. A previsão inicial era de que a Anvisa autorizasse a venda somente no início do próximo ano. Os documentos sobre a fabricação do antídoto foram enviados para a agência em março.

A Anvisa informou que a autorização foi dada após comprovação da qualidade, segurança e eficácia do produto. A análise de todos esses dados foi pautada na relação benefício x risco da vacina. "A avaliação do dossiê de registro foi realizada dentro dos padrões estabelecidos pela Anvisa e por organismos internacionais de interesse na área, como a Organização Mundial de Saúde (OMS) e o International Vaccine Institute (DVI). O assunto foi tratado com a maior brevidade possível, sendo mantidas todas as etapas necessárias e essenciais para comprovação da sua qualidade, segurança e eficácia", explicou.

A vacina poderá ser aplicada em pessoas com idade entre 9 e 45 anos e possui prevenção para quatro tipo de vírus. "Esta nova aprovação da vacina contra dengue pela Anvisa, autoridade regulatória reconhecida e certificada pela Organização Mundial da Saúde representa um marco importante para a Sanofi Pasteur", diz Guillaume Leroy, vice-presidente da Dengue Company da Sanofi Pasteur.

CÂMARA

O preço máximo da vacina será definido pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos. O procedimento pode demorar até três meses. Atualmente, o produto tem a estimativa de um custo médio de 20 euros, ou seja, cerca de R$ 84 reais por dose. A previsão é de que cada pessoa tome três doses. A adoção da vacina na rede pública dependa da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologia no Sistema Único de Saúde (SUS). A sugestão é de que a vacina seja aplicada a uma parcela de pessoas reduzida. A imunização não é aplicada para zika vírus ou chikungunya.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias