Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 17 de janeiro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 17/01/2021
GOLDSTAR
CENTRO MÉDICO CLUBE DS  - OFTALMOLOGIA
MRV
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Cidades

Apae realiza campanhas e projetos para levantar recursos

Atualmente, as 295 crianças recebem atendimento tanto online quanto presencial, dependendo de cada caso

Por Lucas Lima - de Suzano02 DEZ 2020 - 13h14
Apae realiza campanhas e projetos para levantar recursosFoto: Regiane Bento/DS
A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Suzano realiza campanhas e projetos para arrecadar recursos durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Atualmente, as 295 crianças recebem atendimento tanto online quanto presencial, dependendo de cada caso.
 
Campanhas
 
De acordo coma diretora da Apae de Suzano, Claudinéia Machado, a associação tem quatro campanhas programadas para dezembro. “A primeira delas, que já é desenvolvida há tempo, é a ‘Água no Farol’”, comenta a diretora. Funcionários vendem garrafas de água por R$ 2 no farol localizado em frente a associação. A iniciativa é realizada dia sim e dia não, sendo três vezes na semana. 
 
O projeto “Feirinha Solidária” se iniciou na última terça-feira (1º), das 10 às 17 horas, com vendas de frutas e verduras na Apae. Do total das vendas, 10% do valor é revertido para a associação. Entre quarta-feira (2) e sábado (5) terá o “Outlet Solidário”, das 10 às 19 horas. Na ocasião, um empresário vende roupas de marcas com 80% de desconto. Do total das vendas, 12% do valor é destinado a Apae.
 
Outra campanha programada para este mês, em 11 de dezembro, das 14 às 18 horas, é a “Pizza Solidária”. A ação tem por objetivo vender pizzas – calabresa, bauru e queijo –, via drive-thru, por R$ 30. Os convites já estão à venda na sede da Apae.
 
Claudinéia explicou que as campanhas são necessárias para arrecadar recursos e manter os atendimentos as crianças. “Se não fizermos as campanhas não daríamos conta. É uma maneira de estar suprindo as nossas necessidades. Temos uma dívida, de gestões passadas, de R$ 7,5 mil por mês, que são pagos para a Receita Federal”, lamenta. “Pedimos para que empresários tenham um olhar diferente com a nossa instituição, fazer uma doação, participar de campanha etc”, ressalta.
 
Atendimento
 
Atualmente, as 295 crianças da Apae recebem atendimento online e presencial. Na área sócia pedagógica o serviço é feito via remoto. Já na área da saúde uma parte tem atendimento online e outra presencial. “Fizemos uma pesquisa e aqueles que optaram presencial estamos fazendo”, completa.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias