Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 02 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 02/12/2020
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades - Dezembro
Reisinger Ferreira
GOLDSTAR
ERICA ROMÃO
GOLDSTAR

Aposentado é Papai Noel há 17 anos

20 DEZ 2015 - 07h01

'Bate o sino pequenino, sino de Belém'. A tradicional música natalina já entra na cabeça no período das festas de Natal, e quem mais entre no clima, em Suzano, é o aposentado Thomaz Fidalgo, de 63 anos, que prefere ser chamado de Papai Noel. Quem não conhece o bom velhinho que circula por Suzano há 17 anos, em seu trenó, precisa conhecê-lo. Fidalgo faz visitas a escolas e bairros carentes, distribui presentes de Natal e traz a alegria dos pequenos do município.

Com o seu trenó, todo construído pelo aposentado, com uma rena, luzes e enfeites, Fidalgo por onde passa arranca sorrisos dos moradores de Suzano. A trajetória desse bom velhinho começou por acaso. "Quando casei com minha mulher, a família dela levava muito a sério a tradição do Natal. Em uma situação me convenceram a me vestir de Papai Noel para agradar as crianças. Desde então não parei. Construí o trenó, que inicialmente era puxado por meu fusca, depois, para ficar independente e não precisar mais de alguém dirigindo o carro, resolvi motorizar o trenó", explicou o aposentado. O trenó foi construído com motor de fusca e material reciclado como ferro fundido, garrafas pets, tambores. Tudo feito à mão.

"Gostei de fazer isso a acabei continuando por todos esses anos. Minha mulher me acompanha como Mamãe Noel. Agora só paro quando a saúde não deixar mais", contou Fidalgo, com seus cabelos e barba branca natural, que passa mais credibilidade ao velhinho. "É por Deus, quando a gente faz algo bom para as crianças, parece que temos um anjo da guarda nos protegendo. Só pode ser", explicou. De acordo com ele, todo mês de dezembro é um sufoco.

Com a agenda cheia para atender as crianças que o procuram em sua casa, no bairro Vila Amorim, as escolas e crianças carentes que atende vestido com as roupas de lã do Papai Noel, o aposentado chega a perder 7 quilos todo fim de ano. "Com a correria tem dias que nem parar para almoçar eu consigo. E acabo suando bastante com essas roupas, o que me faz perder tantos quilos", explicou.

VISITA À ESCOLA

O DS acompanhou a tarefa do Papai Noel, no início do mês, junto à Escola Municipal do Ensino Fundamental (EMEIF) Amália Maria de Jesus, no Jardim Revista, em Suzano. O aposentado foi visitar os alunos de 3 a 5 anos da unidade com doces para distribuir às crianças. Em coro, os estudantes cantaram músicas natalinas, abraçaram o bom velhinho e fizeram seus pedidos de Natal.

"Já faz dez anos que ele vem até a nossa escola. Já se tornou uma tradição e a visita é colocada na programação escolar todo início de ano. É a alegria das crianças. Elas já sabem da tradição, por isso ficam esperando que ele venha", explicou a diretor da unidade, Glória Conceição da Silva. Ainda de acordo com ela, a visita de Fidalgo a escola é a única oportunidade de algumas crianças do bairro de ver o Papai Noel. "Algumas não tem a oportunidade de ir até o shopping da cidade para conhecer o Papai Noel. Elas ficam muito felizes", esclareceu a diretora.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias