Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 04 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 04/12/2020
Reisinger Ferreira
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades 02 - Dezembro
GOLDSTAR
GOLDSTAR
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades - Dezembro

Atendimento no Cejusc de Suzano aumenta quase 6 vezes em um ano

22 JUL 2016 - 08h01

Os atendimentos realizados pelo Centro de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) de Suzano aumentaram quase seis vezes no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Nos seis primeiros meses deste ano, o órgão realizou 1.359 audiências e 1.069 assistências entre a área cível e família. Em 2015, a unidade realizou fez nos meses relacionados para a pesquisa apenas 430 atendimentos. Um crescimento de 464,65%.

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) disse que os meses em que houve a maior procura por atendimentos foram entre março e junho deste ano. Atualmente, a busca por serviços têm sido pela área cível, pois os casos envolvem empresas como a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) e EDP Bandeirantes. No que se refere aos dados do ano passado, o suzanense procurou os atendimentos do Cejusc para tratar sobre assuntos pertinentes a área de família, pois, segundo o TJ-SP, focalizaram-se principalmente em divórcios.

Para a chefe de seção da unidade suzanense, Margareth Matiko Pedrinha, o aumento dos atendimentos acontece por causa da efetividade nas conciliações, que geralmente é feita de forma ágil. Isto acaba gerando para as partes envolvidas um contentamento mútuo que, por sua vez, resulta numa divulgação dos serviços. "Vemos que o aumento se dá porque os envolvidos se resolverem entre si, e depois repassam a informação da efetividade dos atendimentos", disse.

Ela contou ainda que atualmente o Procon tem encaminhado casos, sendo todos nos segmentos cível. Além disso, a responsável pelo órgão conciliador destacou que os atendimentos feitos são especificamente em âmbitos cível e familiar. "Muitas vezes, o Procon envia para gente casos relacionado à EDP Bandeirantes, por exemplo. Temos um papel de mediar os conflitos focados nestas áreas".

Margareth comentou também sobre a expectativa de atendimentos para os próximos meses, inclusive, pontuando que pesquisas de Cejusc da região mostram para um aumento específico nos meses de outubro e novembro. "A tendência é que haja uma elevação nestes meses. O que fazemos é tentar minimizar o problema, assim evitando que conflitos prolonguem para outra esfera, como a criminal", acrescentou.

ATENDIMENTO

O suzanense que precisar dos serviços da unidade judicial pode ir até a Rua Baruel, 123, no Centro. Os atendimentos são feitos de segunda a sexta-feira das 9 às 17 horas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias