Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
domingo 19 de setembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/09/2021
SEC DE GOVERNO - CAMPANHA: CORONAVIRUS - VALE GÁS - FASE II
PMMC REDESCUBRA MOGI
CREA-SP
MAGAZINE CAZARINI
ManArc

Avanço na vacinação reduz taxa de ocupação de leitos a zero

Durante o mês de agosto, a cidade também chegou a registrar o mesmo percentual. Entretanto, índice voltou a subir

Por Matheus Cruz - de Suzano14 SET 2021 - 21h45
Taxa de ocupação de leitos vem caindo em Suzano com avanço da vacinaçãoFoto: Regiane Bento/DS
Suzano voltou a zerar o índice de ocupação dos leitos de Covid-19 na segunda-feira (13). O avanço na vacinação vem reduzindo a taxa.
 
De acordo com a Secretaria de Saúde da cidade, todas as 33 vagas de internação da rede municipal de saúde estão disponíveis. 
 
Durante o mês de agosto, a cidade também chegou a registrar o mesmo percentual, entretanto o índice voltou a subir alguns dias depois. 
 
Na última quarta-feira (8), por exemplo, a taxa de ocupação era de 3,22%, com apenas um paciente internado. 
 
Atualmente, a cidade conta com 31 leitos no Pronto-Socorro Municipal, sendo 19 de enfermaria e 12 semi-intensivos com suporte ventilatório. Além da unidade, a Santa Casa de Misericórdia possui 2 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivamente para gestantes. 
 
Leitos 
 
Com a redução do número de internações pelo vírus e o avanço da vacinação contra a Covid-19 na cidade, o número de leitos disponíveis para atender pacientes diagnosticados com o vírus também foi reduzido para 33.
 
De acordo com a pasta, o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus de Suzano já vinha analisando o cenário em julho e em agosto e constatou que a quantidade de internações em leitos de UTI, naquele momento, nunca superava duas pessoas. 
 
Além da queda na demanda, a pasta lembrou que o sistema Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (Cross), do governo estadual, já estava desempenhando papel fundamental no acolhimento desses pacientes em três unidades da região: Hospital Dr. Arnaldo Pezzuti Cavalcanti (Mogi das Cruzes), Hospital Dr. Osíris Florindo Coelho (Ferraz de Vasconcelos) e Hospital Auxiliar das Clínicas (Suzano). 
 
Em razão disso, o Executivo suzanense não efetivou a renovação de contrato com as unidades particulares que dispunham de vagas para a rede municipal até então. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias