Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 04 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 04/12/2020
ERICA ROMÃO
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades 02 - Dezembro
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades - Dezembro
GOLDSTAR
Reisinger Ferreira
Cidades

Aviso prévio da Mitutoyo termina em novembro

Estimativa, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, é de que os funcionários sejam definitivamente desligados na primeira quinzena de novembro

Por Daniel Marques - de Suzano24 OUT 2020 - 14h00
Aviso prévio da Mitutoyo termina em novembroFoto: Divulgação
Quatro meses após o anúncio do encerramento da fábrica da Mitutoyo em Suzano, funcionários seguem trabalhando sob aviso prévio. A estimativa, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, é de que os funcionários sejam definitivamente desligados na primeira quinzena de novembro. 
Eles sairão recebendo todos os direitos e estabilidades. Além disso, os trabalhadores conseguiram negociar mais alguns direitos, como mais três meses de assistência médica e de cesta básica, além de mais 20% do valor do aviso prévio. 
 
Também foram submetidos a treinamento para capacitação e de metrologia. “Os trabalhadores não reclamaram. A empresa fez tudo certo”, avalia o presidente do sindicato, Pedro Benites.
O presidente lamentou, mais uma vez, o fechamento da fábrica e disse que esperava sucesso na negociação e consequente permanência da Mitutoyo no município. 
 
“Fica muito difícil para a cidade. Pensamos que pudessem negociar com a empresa. Além de gerar empregos, os trabalhadores poderiam seguir gastando no comércio de Suzano e gerando mais impostos ao município”, disse.
 
Fechamento
 
A Mitutoyo anunciou, por meio de comunicado emitido no início de junho, o encerramento de sua fábrica no Brasil a partir de outubro. A unidade está em Suzano, na Rodovia Índio-Tibiriçá, Vila Sol Nascente, e foi fundada na década de 1970.
 
A expectativa do sindicato, na época, era de que 90 trabalhadores fossem dispensados, mas a Mitutoyo não confirmou o número. 
 
O presidente Ken Sasaki emitiu nota afirmando que “devido aos esforços globais para melhorar a eficiência da produção e fortalecer nossos negócios no geral, a fábrica do Brasil cessará a produção e será encerrada no final de outubro de 2020”, confirmando ainda que as equipes de vendas e serviços da Mitutoyo "seguirão as operações no mesmo local".

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias