Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 30 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 29/09/2020
SOUZA ARAUJO
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo
ÚNICCO POÁ

Bairros tem problemas na sinalização. Reforço acontece em 47 escolas

09 ABR 2016 - 08h01

Falta de sinalização, placas amassadas e até lombadas sem manutenção podem ser encontradas em diversos bairros, inclusive, ao redor das escolas. Segundo os motoristas, estes problemas estão gerando danos em veículos e acidentes. Situadas na maioria das vias e cruzamentos do município, algumas placas encontram-se escondidas entre árvores não podadas.

A Prefeitura informou que a Secretaria de Trânsito e Mobilidade Urbana realizou nos primeiros três meses deste ano a sinalização viária no entorno de mais de 47 escolas. "A medida é necessária tendo em vista que a segurança viária para os estudantes é fator primordial, considerando a falta de recursos para atender uma demanda elevada para um município com mais de 200 km²", explicou em nota. Nestas ações foram feitas as pinturas de faixas de travessias de pedestres, sinalização de vagas para veículos escolares, além da revisão no sistema semafórico nas unidades que ficam em bairros periféricos. A mesma ação foi realizada em todo quadrilátero central.

SINALIZAÇÃO

A Rua Benedito Costa Ramos, na Vila Amorim, é uma das que tem problemas com sinalização. O vigilante Sérgio Ribeiro, que passa no local diariamente, disse estar revoltado com a situação. "Ando para todos os cantos da cidade e me deparo muitas vezes com este cenário. As placas ficam dentro das árvores e acabamos passando despercebidos. Não só a mim, mas a todos os motoristas atrapalha muito também e pode acarretar acidentes. Deveriam estar bem visíveis".

Outro tipo de ocorrência adversa acontece na Avenida Brasília, na Vila Urupês. No local há uma placa invertida, onde os condutores não conseguem identificar qual medida deve ser tomada. O pintor Alessandro Alves de Moraes falou que a situação é um descaso com a população. "Não é só aqui que vejo placas invertidas, mas em todas as partes. Por causa disso, já quase bati meu carro. É um perigo". Ele ainda falou sobre as lombadas e as faixas de pedestre. "Eu estava dirigindo em uma rua na velocidade permitida, quando menos espero uma lombada apareceu na minha frente e acabei passando com tudo. Nenhuma pintura para sinalizar. Isso ocorre também nas faixas de pedestres, que muitas estão apagadas".

Na Rua Assembléia de Deus, no Jardim Colorado, há três placas apagadas com cinco metros de distância uma da outra. O auxiliar de produção Márcio José dos Santos mencionou que por conta disso é necessário ter mais cuidado. "Muito grave deixar as placas desta forma, pois muitos acidentes podem ser gerados. Podemos andar em apenas uma rua, que vamos observar o tanto de placas que estão em mau estado. A implantação de novos moldes indicadores tinha que acontecer o mais rápido". Outras vias alvos deste problema são a Rodovia Índio-Tibiriçá (SP-31), que é de responsabilidade do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), a Rua Jeca Tatu, a Rua Gestão Vidigal, entre outras.

REFORÇO

Além do reforço da sinalização em 47 unidades de ensino, a Prefeitura informou ontem que, nesta semana, fez ações no entorno da creche Celina Rosa de Souza, no Jardim Leblon. A sinalização foi feita por conta de pedidos dos moradores do bairro, por meio da associação.

O secretário da pasta, Claudinei Galo, lembrou que o pedido foi encaminhado na semana passada para o Conselho Municipal de Trânsito e, na semana seguinte, foi atendido. "Colocamos como prioridade os serviços de reforço na sinalização no entorno das unidades de ensino, tendo em vista que o risco de acidentes diminui exponencialmente. Vale destacar também que o trabalho em parceria com as associações de moradores é extremamente importante para sanar as demandas diárias".

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias