Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 20 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/09/2020
PMMC COVID LAR
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Bebê recém-nascido é abandonado no Jd. Varan

24 AGO 2016 - 08h01

Um bebê recém-nascido foi abandonado ontem de manhã em uma calçada na Rua Antonio Martins Manzano, no Jardim Varan, em Suzano. Ele estava com a mão roxa por causa do frio. A recém-nascida estava enrolada em uma sacola branca e com toalha colorida.

A bebê tem 3,240 kg e 46,5 cm, já recebeu todas as vacinas. Segundo a avaliação inicial da equipe de neonatologistas, o quadro de saúde da menina é estável, mas ainda aguarda-se os resultados dos exames. O Conselho Tutelar já foi acionado e a criança permanecerá no berçário até a decisão da Justiça.

De sexo feminino, ela foi encontrada às 8h15 por uma mulher. Ela gritava solicitando ajuda para todos moradores da via.

Após escutar os gritos de socorro, a moradora Francisca Célia de Araújo Leitão saiu e deparou com a nenê. Desesperada, pegou a criança e a levou para dentro de sua residência. Lá, Célia colocou uma manta por cima da menina. Ligou um climatizador de ar para esquentar o ambiente. Durante todo o tempo de agonia, o marido da moradora, que também auxiliou no aconchego da criança, ligou para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A viatura chegou cerca de dez minutos após a ligação. Enfermeiros entraram na casa e observaram as condições da bebê.

Célia disse que viveu um momento de muita tensão. Contudo, ressaltou que conseguiu salvar uma vida. "Estava me preparando para trabalhar, quando ouvi uma mulher gritar socorro. Na hora fiquei desesperada e fui ver o que era. Chegando à porta da minha casa, a bebê estava bem em frente e dentro de uma sacola plástica. Meu marido teve pulso forte e realizou a maioria dos procedimentos até a chegada do Samu. Mas, graças a Deus ela foi salva e fiquei com a consciência de deve cumprido, já que acolhemo-la e não deixamos que nada acontecesse".

Em seguida, contou que foi a Santa Casa a procura de ver a menina. Porém, não conseguiu. Apenas informações positivas foram dadas. Célia ainda falou que gostaria de adotar a bebê, mas que não seria um procedimento fácil. "Hoje em dia, para adotar uma criança é muito difícil. Isso, por conta de todo sistema burocrático que existe. Gostaria muito de ter aquela menina linda em minha família". De acordo com a Prefeitura, a bebê está no Centro Obstétrico da Santa Casa de Suzano, onde passou por uma série de procedimentos e exames ontem.

O Conselho Tutelar já foi acionado e a criança permanecerá no berçário até a decisão da Justiça. Agentes da polícia deram nome a menina de Vitória.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias