Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 13 de Dezembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 13/12/2017
mrv

Câmara de Suzano adia por 30 dias a votação do projeto que proíbe fogos de artifícios

Solicitação para adiamento foi feito pelo autor da proposta, que alegou fazer modificações no texto do documento

Por de Suzano07 DEZ 2017 - 14h01
Solicitação para adiamento foi feito pelo autor da proposta, que alegou fazer modificações no texto do documentoFoto: Ricardo Bittner/ Divulgação

A Câmara de Suzano adiou por 30 dias, a votação do projeto de lei nº 045/2017, de autoria do vereador Lisandro Frederico (PSD), que dispõe sobre a proibição da fabricação, armazenamento, comercialização, manuseio e utilização de fogos de artifício e artefatos pirotécnicos de efeito sonoro ou que causem poluição sonora. A solicitação foi realizada pelo autor da propositura. Ele alegou que fará modificações no texto do documento

Outro item que também foi adiado é o projeto de Lei Complementar nº 007/2017, de autoria do Executivo, que revoga a Lei Complementar nº 256/2014, que dispõe sobre ruídos urbanos, proteção do bem estar e do sossego público. O vereador Alceu Matias Cardoso (PRB), o pastor Alceu Cardoso, solicitou o adiamento da votação por 90 dias.

Ao todo, os parlamentares votaram e aprovaram 28 itens. Entre os projetos de Lei que foram aprovados está o de nº 063/2017, de autoria do vereador Lisandro, que dispõe sobre a proibição na convenção, regulamento ou regimento interno dos condomínios, apresentar cláusulas restritivas sobre a permanência de animais domésticos em suas unidades autônomas ou nas dependências comuns do condomínio.  

Apelo

Os vereadores também aprovaram uma moção de apelo de autoria do vereador Lisandro ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) solicitando agilidade na liberação da alça de acesso ao Rodoanel Mario Covas (SP-21) na cidade. Houve também a aprovação de repúdio à rede Globo de Televisão e ao Programa “Fantástico” pela defesa e incentivo à ideologia de gênero e a incitação à pedofilia, de autoria do vereador Edirlei Junio Reis (PSD), o professor Edirlei.

A sessão contou ainda com a manifestação de aproximadamente 30 pessoas que pediam pelo retorno do médico Carlos Foganholi, supostamente demitido da rede municipal de Saúde.

Iluminação

Antes do inicio da sessão, os vereadores se reuniram com o secretário de Obras, Infraestrutura e Manutenção, Ari Serafim Barbosa, o Ari do Posto, para tratar sobre a iluminação dos bairros da cidade. O chefe da pasta explicou aos parlamentares que a administração municipal iniciará, em breve, uma ação para trocar as lâmpadas queimadas espalhadas pelo município

 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias