Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 01 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 01/10/2020
SOUZA ARAUJO
ÚNICCO POÁ
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Caminhada do dia da luta pelos deficientes reúne 200 pessoas

20 SET 2016 - 08h01

Cerca 200 pessoas participaram da caminhada em celebração ao Dia Nacional de Luta das Pessoas Deficientes, em Suzano. Desenvolvido para alunos do Centro de Convivência, da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e AADVIS, a iniciativa teve por objetivo mostrar os direitos dos deficientes. O percurso começou na Praça João Pessoa .

Em clima de felicidade, os deficientes carregaram uma faixa dizendo: "Queremos uma igualdade que reconheça as diferenças e uma diferença que não reproduza as desigualdades". O trajeto durou cinco minutos e teve apoio de duas viaturas da Polícia Militar (PM) e de dois agentes de trânsito. Em seguida, subiram as escadas da estação de trem e fizeram visita às exposições de peças que eles fizeram em oficinas realizadas nos centros de atendimento. As peças apresentadas são de materiais recicláveis.

O deficiente intelectual Marvin Ribeiro Silvestre disse que ficou muito feliz com a ação. "Achei tudo muito interessante o que fizemos aqui, pois sei que é para a luta dos nossos direitos. Estou muito contente e é a primeira vez que participo de uma ação desta", enfatizou.

Já a deficiente Deuslene Dante dos Santos falou que não vai esquecer esse momento. Além disso, ressaltou que a luta pelos direitos de igualdade será mantida. "Muito bom estar com quem a gente ama e ainda mais por uma causa tão grandiosa como esta. Não vou esquecer desse dia, pois será o primeiro de muitos. Queremos nosso direito e a tirar essa desigualdade que ainda existe".

A secretária de Assistência Social, Leonice Ramos Ferreira, destacou que o Brasil avançou muito com o Plano Nacional dos Direitos das Pessoas com Deficiência, mas que ainda tem a fazer para garantir os direitos dessa população. "Um dos grandes desafios é a acessibilidade que acaba limitando as pessoas com deficiência, dificultando acesso às diversas oportunidades. Os direitos das pessoas com deficiência não devem ser discutidos somente no âmbito da assistência social, temos que discutir demais áreas como saúde, educação, transporte, geração de trabalho e renda entre outras".

Em relação à Suzano, Leonice explicou que o município tem avançado em serviços de qualidade e destacou a reforma do Centro de Convivência. "Também temos na Assistência Social os serviços de convivência espalhados pelos quatro cantos da cidade que atende prioritariamente crianças, adolescentes, jovens e idosos com deficiência bem como o Programa Gerando Renda que leva cursos profissionalizantes em diversas áreas nas regiões mais distantes facilitando o acesso da população", concluiu.

Amanhã será realizado um evento no Restaurante Popular, às 13h30, que contará com apresentações dos atendidos e palestra sobre os direitos da pessoa com deficiência.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias