Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 23 de setembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/09/2019
Centerplex 19 a 25/09
PMMC ENTREGAS

Casos de sarampo sobem para 74 no Alto Tietê; Mogi lidera com 18

Diagnósticos saltaram de 41 para 74 na região em 14 dias; Mogi e Itaquá lideram números de casos computados

Por Fernando Barreto - da Região04 SET 2019 - 20h35
Em Suzano, a Vigilância Epidemiológica da cidade recebeu 2,5 mil doses da vacinaFoto: Sabrina Silva/DS
Os casos de sarampo no Alto Tietê aumentaram 80,49%, em um intervalo de 14 dias. Os diagnósticos da doença subiram de 41 para 74. Mogi das Cruzes e Itaquaquecetuba são os municípios com o maior número de casos confirmados da doença na região. Em Suzano, as ocorrências confirmadas são de seis.
 
Em Mogi, atualmente, as ocorrências confirmadas de sarampo são de 18. Levantamento realizado pelo DS, publicado dia 22 de agosto, mostrou que a cidade havia registrado na época 11 casos. Se comparar com os dados divulgados nesta quarta-feira, 4, o aumento é de 63,6%. A segunda cidade com mais casos confirmados é Itaquá. São 15 diagnósticos da doença. Há 14 dias, a cidade também tinha 11 casos.
 
Um balanço divulgado pelas prefeituras nesta semana, exceto Santa Isabel, aponta os seguintes resultados: Guararema soma 11 casos da doença, o que coloca a cidade em terceiro lugar. O aumento da doença foi de 8 casos, em comparação ao último levantamento dia 22 de agosto.
 
Poá e Ferraz de Vasconcelos computaram quatro casos cada na última pesquisa. Atualmente, os números saltaram para sete e cinco, respectivamente. 
 
Em Suzano, o número de pessoas diagnosticadas com sarampo são de seis. Anteriormente, o município registrou quatro casos confirmados. Em nota, a Prefeitura disse que o número está estabilizado desde a semana passada. 
 
A administração municipal lembra que, na semana passada, a Vigilância Epidemiológica da cidade recebeu 2,5 mil doses da vacina. Essas doses foram distribuídas entre os 23 postos de Suzano.
 
Arujá saltou de três casos para 10. Biritiba-Mirim também registrou aumento. Passando de nenhum para um caso confirmado. Salesópolis é a única cidade que não tem registros da doença. Apenas um caso surgiu, mas foi descartado após analise.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias