Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 26 de novembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/11/2020
Reisinger Ferreira
PMMC MULTI 2020 NOV
PMMC NOVEMBRO AZUL
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
ERICA ROMÃO

CDP de Suzano recebe 485 presos a mais em 5 anos; crescimento é de 28%

08 MAI 2016 - 08h00

A população carcerária do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Suzano cresceu 26,5% em cinco anos, quando já estava em estado de superlotação. A unidade tem capacidade para receber 844 detentos e em 2011 tinha 1.726, mais de 104% maior do que o previsto. Atualmente, são 2.185 detentos ocupando as 844 vagas disponíveis no local, ou seja, 1.367 a mais, 158% acima. São cerca de três detentos ocupando o espaço em que só deveria haver uma pessoa. O CDP de Mogi das Cruzes também registra superlotação e um crescimento de 35% de detentos nos últimos cinco anos.

As informações foram divulgadas pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (SAP). O CDP de Suzano, localizado no Parque Maria Helena, vem sendo motivo de reclamação de superlotação há bastante tempo. A condição dos presos desencadeou um surto de caxumba na última semana, noticiado pelo DS, isolando pelo menos quatro detentos dos demais presos.

O município de Mogi das Cruzes enfrenta o mesmo problema de superlotação. A unidade, que também comporta penas 844 presos, possui hoje 2.305 detentos. O número representa 173% a mais que o previsto para o local. Além disso, o município registrou um crescimento de 593 presos nos últimos cinco anos. Em 2011 a CDP possuía 35% a menos de detentos, com 1.712.

De acordo com a SAP, a situação não é isolada e se reflete em todo o Estado. De 1º de janeiro de 2011 a 25 de abril de 2016, a população carcerária de São Paulo cresceu em 62.695 presos. A Secretaria estima que, considerando que as unidades penais que vem sendo construídas têm capacidade para cerca de 800 presos, para atender essa demanda, seria necessária a construção de no mínimo uma unidade penal por mês.

A pasta informou ainda que o governo do Estado de São Paulo tem investido na ampliação de vagas de regime semiaberto, seja pela ampliação das atuais existentes, seja pela construção de alas em unidades penais de regime fechado. Dentro do Programa, já foram entregues 7.379 vagas e estão em construção outras 804 vagas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias