Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 30 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 30/09/2020
SOUZA ARAUJO
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo
ÚNICCO POÁ

Cemitérios de Suzano têm movimento intenso no Feriado de Finados

03 NOV 2015 - 07h01

O movimento nos cemitérios municipais de Suzano foi intenso, na manhã de ontem, no Dia de Finados. Levando flores e recordações, milhares de pessoas aproveitaram a data para prestar homenagens póstumas aos amigos e familiares. Nos cemitérios também foram realizadas as missas de finados. Ao todo foram sete celebrações religiosas, sendo duas no Cemitério São João Batista, no bairro do Raffo, e cinco no Cemitério São Sebastião, na Vila Figueira.

A data é uma tradição dentro da Igreja Católica. O frei Vicente de Paulo, pároco da Paróquia São Francisco de Assis, em Palmeiras, celebrou a missa em comemoração de todos os fiéis defuntos, no Cemitério São João Batista, e relatou que o momento é de comunhão e de reafirmação da fé.

"O princípio básico é que acreditamos em Jesus ressuscitado e nele todos vivem. A ideia da celebração é a comunhão dos santos. Em Jesus, vivos e mortos estão unidos. Reafirmamos nossa fé em Cristo. Não celebramos a morte, mas a ressurreição. A morte não é a última palavra, pois fomos criados para a eternidade", destacou o frei.

Durante a missa, o pároco ressaltou que a vida não se resume aos poucos anos de existência neste mundo. Cânticos e orações fizeram parte da cerimônia, que foi finalizada com o a celebração da comunhão.

Desde cedo, os cemitério já estavam lotados por pessoas que mantém a tradição e visitam os túmulos nesta data.

“Venho todo o ano. Meu pai e minha filha estão enterrados aqui (Cemitério São João Batista). Creio que um dia vou me encontrar com eles e acredito que eles intercedem por mim", disse a costureira Janete Oliveira dos Santos, de 42 anos.

A auxiliar de produção, Adriana Fabrício, de 45 anos, também aproveita a data para homenagear aqueles que já partiram. "Sempre venho. Acho uma ação muito importante. Lembramos que a existência terrena é passageira e homenageamos aqueles que já se foram", relatou.

Juntos, os cemitérios São João Batista e São Sebastião somam mais de 15 mil lápides. Nos milhares de túmulos espalhados pelos cemitérios, era possível ver a manifestação de carinho daqueles que foram relembrar seus antepassados falecidos. O mais comum era ver flores e velas acesas sobre as lápides. Mas, também houve quem escolheu queimar incenso ou levar terços.

VENDAS

O Dia de Finados também ajuda muita gente a ganhar um dinheiro extra. A entrada dos cemitérios de Suzano foi transformada em comércio de flores.

"As vendas não estão como no ano passado, mas o movimento no cemitério está grande e eu espero que as vendas aumentem. É um dinheiro extra que ajuda", disse a comerciante Maria Anita.

Aqueles que chegavam ao cemitério encontravam as barracas de flores com uma grande variedade de vasos. Os crisântemos e as margaridas eram os mais vendidos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias