Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 21 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE

Cidades descartam tarifa maior mesmo com reajuste do combustível

03 OUT 2015 - 08h01

O reajuste no preço dos combustíveis não deve afetar o valor da tarifa de ônibus nas cidades da região. O valor de R$ 3,50 vai ser mantido, segundo as prefeituras.

Com o aumento do preço do combustível, quem trabalha no setor de transportes começou a sentir os efeitos da alta. Apesar do aumento, as cidades garantem que não haverá reajuste no valor da passagem do transporte público.

Só para se ter uma ideia, a tarifa do transporte coletivo de Suzano é de R$ 3,50, assim como em Mogi e Itaquá.

Segundo a Prefeitura suzanense, todo e qualquer reajuste é discutido no Conselho Municipal de Transportes e deliberado após um estudo técnico do órgão e da Administração Municipal. “Até o momento nenhum contato foi feito e nenhum diálogo por parte da empresa concessionária (Radial) foi iniciado”, informou a administração por meio de notal

A Prefeitura de Itaquá não subsidia a tarifa de ônibus. Pelo fato de ter havido reajuste da tarifa esse ano, a administração e a empresa concessionária do transporte ainda não iniciaram conversas sobre reajuste de valores para 2016.

Segundo a Prefeitura, normalmente as negociações ocorrem somente no ano em que se iniciará a nova prática de valores, ou seja, as negociações se darão somente no próximo ano.

Em Mogi das Cruzes, a Prefeitura explicou que não há o pagamento de subsídios às empresas concessionárias do transporte coletivo. Atualmente, a tarifa é de R$ 3,50, valor adotado desde 7 de janeiro deste ano. Não há previsão sobre alteração no valor da tarifa.

COMBUSTÍVEL

O aumento no valor do combustível (gasolina e diesel) começou a ser aplicado nesta semana nos postos de combustíveis de Suzano e região. Para se ter uma ideia, a gasolina chegou a ficar cerca de R$ 0,20 mais cara.

O combustível é um dos fatores levados em consideração pelas empresas de ônibus para determinar o valor das tarifas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias