Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 26 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/10/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID VERDE
Pmmc Sarampo Outubro
PMMC OUT ROSA
Reisinger Ferreira

Com bloqueio de WhatsApp, suzanenses buscam alternativas

18 DEZ 2015 - 07h01

O bloqueio do aplicativo para celular WhatsApp fez os suzanenses buscarem alternativas para manterem a comunicação. Este foi um dos assuntos mais comentados ontem. O programa parou de funcionar, a partir da meia-noite de ontem, por uma determinação da Justiça, e se restabeleceu na parte da tarde, por volta das 13 horas. Porém, os usuários da operadora TIM puderam utilizar o aplicativo por volta das 15h30.

"Não fui muito prejudicada, pois tenho outras redes de comunicação, que me permitem conversar com as pessoas que eu preciso. Eu mexo diariamente no aplicativo, pois trabalho com vendas e isso facilita minha interação com os clientes", falou a analista comercial Elisangela Baptistelli, de 33 anos.

Já o vendedor Franklyn Artur de Moura, de 19 anos, teve de mandar mensagem SMS para seus amigos. "Foi um pouco tranquilo, mas tive que mandar SMS para todas as pessoas. Só não deu para conversar em grupos, porque em mensagem comum não da para unir todos. Não mexo tanto, por isso não sofri com a falta do Whats app".

A comerciante Erica Maziero, de 34 anos, comentou que como trabalha muito, ela não foi tão prejudicada. "O aplicativo ficou em falta e não foi problema para mim. Para os adolescentes deve ter sido horrível, pois eles passam a maior parte do dia mexendo nesta rede social. Espero que tudo se resolva logo e todos fiquem felizes".

BLOQUEIO

A decisão de bloquear o WhatsApp por 48 horas partiu de uma decisão da da 1ª Vara Criminal, de São Bernardo. Porém a paralisação durou apenas 13 horas por conta de um recurso impetrado. A determinação de bloqueio aconteceu porque a Justiça pediu a quebra de sigilo telefefônico e de dados de acusados de cometerem um crime na região.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias