Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 19 de janeiro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/01/2021
CENTRO MÉDICO CLUBE DS  - OFTALMOLOGIA
GOLDSTAR
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Com período de chuva, Suzano reforça serviço de poda de árvores

Em Suzano, a média é de duas intervenções de supressão e de três podas por dia

Por Daniel Marques - de Suzano03 DEZ 2020 - 22h30
Podas de árvores são realizadas em Suzano por conta das chuvasFoto: Regiane Bento/DS
Com a aproximação do verão e o início do período de chuvas e ventos fortes, aumenta a preocupação com relação à poda e supressão de árvores em Suzano. O contato de folhas e galhos com a rede elétrica e a queda de troncos preocupa a população que mora próxima ou precisa passar diariamente por locais que precisam deste serviço.
 
Em Suzano, a média é de duas intervenções de supressão e três podas de árvores por dia. A atenção aumenta no período chuvoso. Segundo as secretarias de Meio Ambiente e de Manutenção e Serviços Urbanos de Suzano, as ações acontecem ao longo de todo o ano. 
 
Todas as regiões são observadas e os serviços ocorrem em locais onde os troncos, galhos e folhas apresentam riscos à integridade física das pessoas, à rede elétrica ou ao patrimônio público e privado.
 
As intervenções são feitas seguindo protocolos de pedidos feitos na Ouvidoria Geral do Município. As solicitações são encaminhadas para a pasta responsável e equipes, veículos e maquinário são deslocados para os locais, a fim de resolver o problema.
 
Mesmo com esses cuidados, é comum ver árvores precisando do serviço de poda ou, ainda, troncos soltando do chão, colocando em risco a população. O DS circulou pela região central e por alguns bairros da cidade e constatou que várias árvores necessitam destas ações.
 
Além disso, próximo ao Santuário Miraporanga, árvores caíram na rede elétrica e moradores próximos ficaram sem energia. O caso aconteceu na última segunda-feira, após registro de chuvas fortes. 
 
Na Rua Maria Celeste Monteiro, no Jardim Josué, e em ruas próximas, o DS constatou que várias árvores estão com galhos altos e algumas até quebrando o asfalto.
 
O operador Rogério Alexandrino Silva, 56, fala sobre uma delas, que além de ter quebrado uma calçada, está com algumas folhas próximas da rede elétrica. Ele pede mais cuidado com a árvore.
 
“Acho que deveriam cortar alguns pedaços dos galhos que estão mais baixos. Essa árvore está prejudicando o muro ao lado e a calçada”, opinou.
 
Gerente de uma padaria que fica ao lado da árvore, Roberto Rocha, 38, diz que galhos já caíram sobre carros no local. Ele reclama da falta de podas no vegetal.
 
“Ela (árvore) cresce muito e os caras não vêm cortar. Os galhos ficam pegando nos fios. Deveriam podar sempre, mas sem tirar a árvore”.
 
Dono de um lava-rápido há mais de 20 anos no local, o aposentado José Vieira, 76, luta há muitos anos para que a árvore na Maria Celeste Monteiro seja retirada. Ele tem medo de o vegetal cair e, por isso, em dias de ventos fortes, prefere não ficar no local de trabalho.
 
“Tenho medo de tombar a qualquer hora. É um perigo. Quando começa a ventar, já fico preocupado. Se cair para trás, vai bem no meu lava-rápido”, teme. 
 
Para solicitar a poda ou supressão de árvores, o número da Ouvidoria é o 0800 774 2007. Os pedidos podem ser feitos, ainda, na Rua Baruel, 126, Centro. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. Há opção pelo e-mail: ouvidoria@suzano.sp.gov.br.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias