Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 16 de julho de 2018

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/07/2018
PMMC JULHO - FÉRIAS NA CIDADE
MRV WEB -SUPER SUPREME
PMMC JULHO - DESKTOP
Suzano

Comerciantes deixam Shopping Popular para ocupar área externa

Estrutura deve se transformar em estacionamento particular, segundo informaram os lojistas

Por Marília Campos - de Suzano14 ABR 2018 - 23h42
Shopping Popular fechou as portasFoto: Sabrina Silva/Divulgação
O Shopping Popular, no bairro Parque Maria Helena, está de portões fechados. Quem passa pela localidade se depara com boxes instalados na parte externa à cobertura, que se encontra vazia e inacessível pela entrada principal. De acordo com lojistas, o baixo movimento verificado nos últimos dois anos fez com que grande parte dos comerciantes deixasse a estrutura. Os vendedores que resistem no espaço, se dirigiram à comercialização na área frontal, a fim de se aproximar do público e impulsionar as vendas. A cobertura que abrigava o comércio deve se transformar em estacionamento particular.
 
Há um mês os lojistas que permaneceram no terreno foram transferidos à parte externa. A medida tem sido benéfica para as vendas. É o que diz o vendedor Alexandre da Silva, que está sob as dependências do terreno há pouco mais de dois anos. "Ficou mais próximo da rua agora, traz mais visibilidade". A melhora também foi percebida pela comerciante Francisca Doracy Cruz. "Está uns 60% melhor que lá dentro. Havia muito lojista devendo o aluguel e usufruindo da água, luz e banheiro. Minha expectativa é de que refaçam a passarela da estação de trem, para melhorar ainda mais". 
 
Aos poucos a área descoberta recebe as construções de boxes. Até o momento, seis estruturas foram montadas. Entre elas está a venda de Antônio Batista dos Santos, que há duas semanas se organiza no novo espaço externo. Batista contou que participa do Shopping Popular desde o começo da iniciativa, que visava abrigar em terreno particular os ambulantes da antiga passarela de acesso ao bairro. A passagem foi desmoronada após as obras de modernização da estação Suzano. "A Prefeitura influenciou nos dois primeiros anos, quando bancou o aluguel do espaço. Mas nesse tempo a gente nem usou, porque foi o período de obras, instalação do piso e telhado da cobertura". Depois disso, os comerciantes sofreram com o preço médio de R$ 400 pela locação, sem o faturamento esperado pelo baixo movimento da clientela. 
 
Após mais de dois anos nesta situação, grande parte dos vendedores abandonaram a proposta. Nesta ocasião é que o Shopping Popular fecha as portas, embora ainda abrigue cerca de quatro estabelecimentos na área interna. Procurado pela reportagem, o proprietário do terreno não foi encontrado. Contudo, a auxiliar Fabíola Aparecida Santana informou que a expectativa é de construir mais boxes do lado de fora, a fim de acomodar todos os que ainda permanecem dentro. O dono não tem a pretensão de destruir o prédio, mas manter para caso a arrecadação dos vendedores melhore.
 
Um estacionamento é idealizado nos largos corredores da estrutura coberta. Há uma semana os veículos já lotam o espaço, que é vizinho de outro estacionamento já existente, que também pertence ao proprietário do terreno. A assistente não soube informar quem administrará o novo negócio. Embora o comerciante Antônio Batista tenha apontado um leilão entre os vendedores para assumir o empreendimento.
 
Prefeitura
 
De acordo com a Secretaria de Planejamento Urbano e Habitação, a prefeitura não tem gerência no espaço, nem participa da cobrança de mensalidades, embora o endereço ainda possua uma placa que indica o programa de regularização e capacitação do comerciante informal.
 
A municipalidade ainda pontuou que, no momento, não há um plano específico de requalificação dos lojistas daquele ponto.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias