Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 26 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/10/2020
Reisinger Ferreira
SOUZA ARAUJO
PMMC COVID VERDE
PMMC OUT ROSA
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Comércio de Suzano contrata agentes e reforça câmeras nas lojas

17 JUL 2016 - 08h00

Os comércios centrais de Suzano adotam medidas para garantir a segurança dos estabelecimentos. A principal ação implantada é a presença de agentes de proteção em diversas partes. Muitas lojas também aderem à seguridade dos locais por meio de câmeras. Destaque para a utilização do aplicativo WhatsApp, o qual seguranças de lojas diferentes se comunicam para informar algum tipo de suspeitos. Mesmo com todos esses esquemas e apetrechos, ainda sentem a falta de policiamento da Guarda Civil Municipal (GCM) por perto.

A presença dos seguranças contratados pelos estabelecimentos acontece em frente e dentro das lojas. Cada loja apresenta de no mínimo três até seis seguranças. Eles ficam com aparelhos sonoros, onde realizam a comunicação entre si. Já o WhatsApp é de uso pessoal, uma vez que não faz parte do procedimento de segurança dos estabelecimentos.

De acordo com a gerente Cristina Ferreira da Silva, os seguranças ficam espalhados por todos os cantos da loja. Além disso, recebem orientações de outro agente que faz o monitoramento das câmeras. "Deixamos em várias partes, porque hoje em dia não se da para bobear mais com ladrões. Eles são rápidos, então precisamos reforçar do melhor jeito para que nenhum roubo aconteça. Claro que ocorre uma vez ou outra, mas são raras. Os seguranças são essenciais, porque na hora do crime já agem com apreensão do criminoso".

A responsável por uma loja de cosméticos, Francisleide Leite, ressaltou que os equipamentos eletrônicos auxiliam no combate contra o crime.

"As câmeras são super importante, principalmente para os clientes, que se sentem mais seguros. Quando percebemos algo de estranho, logo olhamos no aparelho e vemos o que aconteceu realmente e já atuamos no tempo real do crime".

O empresário Leonardo Lima de Freitas, disse que mesmo com todos os esquemas de segurança, a falta da GCM facilita a ação dos criminosos. "Proteção temos de todos os tipos. Porém, ainda sentimos a falta de guardas municipais, pois assim espantavam de forma positiva os ladrões. Escuto pessoas falarem de muitos crimes no centro. Acho que se eles atuassem de forma mais efetiva, isso não ocorreria", lamentou.

O presidente da Associação Comercial e Empresarial (ACE) de Suzano, Neder Romanos, é a favor da forma em que as lojas trabalham a segurança. "Tudo o que fazem acho muito bom, melhor ainda com esse formato de união em trocas de informações. Cada lojista sabe o que pode ser feito para diminuir os crimes. Inibi os assaltos é difícil, mais diminuir o risco dá sim. Os comerciantes estão corretos de investir na proteção de seu estabelecimento".

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias