Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 07 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 06/12/2019
COLÉGIO PLENITUDE
Evatânia Psicopedagoga
Cidades

Conselho Tutelar realiza 1,916 mil atendimentos de janeiro até agora

Segundo os dados passados pela presidente, a média de denúncias recebidas pelo conselho é de 340 ligações por mês

Por Fernando Barreto - de Suzano11 OUT 2019 - 23h56
Conselho Tutelar realiza 1,916 mil atendimentos de janeiro até agoraFoto: Arquivo/DS
O Conselho Tutelar de Suzano registrou 1.916 atendimentos, segundo a presidente do 1º Conselho Tutelar da cidade, Jaqueline Esteves Francisco. Os números são registros do período de janeiro a outubro.
Ainda segundo os dados passados pela presidente, a média de denúncias recebidas pelo conselho é de 340 ligações por mês. Além de 942 novos prontuários abertos. 
 
As denúncias, conforme as informações passadas, variam entre maus-tratos, abandono, abuso sexual e negligência.
 
Em 2018 o município registrou 2.471 denúncias, sendo 1.250 novos prontuários. A média mensal de denúncias realizadas no ano passado é de 240 ligações ao mês. 
 
Segundo o levantamento do conselho, as regiões com mais solicitações de atendimentos é Suzanópolis, Casa Branca e Jardim Urupês.
 
E o ano de 2017 teve 2.298 denúncias atendidas pelo Conselho Tutelar de Suzano, sendo 1.250 prontuários novos.
 
Eleição Conselho
 
No último domingo (6) todos os municípios do país realizaram eleições para Conselheiro Tutelar.
O DS publicou na edição de quarta-feira uma reportagem com três candidatos mais votados.
 
Wellington Vinícius Costa foi o primeiro colcoado nas eleições. Ele contou que seu objetivo é colocar em prática os direitos dos adolescentes e crianças.
 
“Muitos querem criar projetos, mas não se preocupam com os direitos presentes no Estatuto da Criança e do Adolescente”, explicou Wellington.
 
A terceira mais votada em Suzano foi FranciscaAparecida Xavier, conhecida como Chica. Ela contou que quer atuar como “uma mãe, pois o papel do conselheiro é orientar a população e não tirar os filhos de suas maës como pensam”.
 
“Como pedagoga aprendi que temos que olhar para os jovens com um olhar de mãe”.
 
Outra elita foi a funcionária pública Naiara Fernandes, ela foi reeleita ao cargo. “Quero continuar a atuar no conselho do Boa Vista. Meus objetivos serão os mesmos, vou lutar por escolas e creches aos moradores do bairro”.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias