Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 24 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/10/2020
PMMC OUT ROSA
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID VERDE
ÚNICCO POÁ
PMMC MULTI 2020

Construção da alça do Trecho Leste em Suzano deve gerar 900 empregos

31 JAN 2016 - 07h01

A construção da alça de acesso do Trecho Leste do Rodoanel Mário Covas (SP-21) com a Estrada dos Fernandes, em Suzano, deve gerar cerca de 900 novos empregos durante o período de obras. A informação foi divulgada pela SPMar, concessionária responsável pela manutenção e operação do anel viário. Os projetos enviados pela concessionária já foram analisados pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), que regulamenta serviços públicos. O órgão aguarda retorno de esclarecimentos pedidos à SPMar.

A concessionária não informou quais são os cargos que envolverão esses empregos diretas, mas deve operários e vagas direcionadas à construção civil. Para que o projeto saia do papel é necessário aprovação final da Artesp, após todas as etapas de documentação sejam resolvidas. Os projetos que já foram analisados aguardam esclarecimentos referentes a pontos técnicos, como no caso de drenagem e sinalização. Conforme divulgado pela concessionária, estes detalhamentos solicitados não interferem no andamento do processo.

Ainda de acordo com a SPMar, no momento, o projeto aguarda quatro etapas de aprovação da agência reguladora. Entre elas, está o Termo Aditivo Modificador (TAM), que é a inserção oficial da alça do Rodoanel no contrato do projeto inicial do anel viário. Somente após esta etapa deve ser dada a aprovação dos projetos executivos, que de acordo com a Artesp, já foram analisados. Foram entregues à Artesp 90 plantas do projeto de interligação, com um investimento de R$ 3 milhões, feito pela SPMar.

Depois destes processos, a agência deve dar a ordem de início das obras e o Decreto de Utilidade Publica será publicado. Este último possibilitará que a SPMar inicie as primeiras avaliações do terreno, como necessidades de desapropriações. Além disso, a SPMar terá que aguardar a Licença de Instalação (LI), emitida pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), último andamento do processo burocrático. Somente com a licença as obras poderão começar.

PROJETO

A duração da obra será de 18 meses. O projeto terá o investimento de R$ 160 milhões e contará com seis viadutos e um quilômetro de vias marginais. Além disso, a obra consiste em um complexo composto por duas pistas (uma em cada sentido) com duas faixas de rolamento cada, com cerca de 2,4 quilômetros de extensão.

Dois dos viadutos serão feitos no entroncamento com o Rodoanel na altura do km 104, em Suzano, próximo à divisa com Ribeirão Pires, assim como a marginal, dois viadutos erguidos para transpor a Estrada do Moreira e dois na Estrada dos Fernandes.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias