Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quinta 25 de fevereiro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/02/2021
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
CENTRO MÉDICO
Assistência social

Cravi de Suzano completa um ano de funcionamento

Órgão responsável por atender e apoiar vítimas de crimes violentos prestou atendimento para mais de 850 pessoas

Por de Suzano27 JAN 2021 - 16h16
Cravi de Suzano completa um ano de funcionamentoFoto: Mauricio Sordilli/Secop Suzano

O Centro de Referência e Apoio à Vítima (Cravi) completa um ano de funcionamento nesta quinta-feira (28). A unidade, localizada no subsolo do Paço Municipal Prefeito Firmino José da Costa (rua Baruel, 501 – centro), presta atendimento gratuito a pessoas e familiares que foram alvos de crimes violentos. Durante o período de atuação, mais de 850 cidadãos foram acolhidos.

O Cravi é fruto de uma parceria entre a administração municipal e o governo do Estado, e o gerenciamento é de responsabilidade da Associação de Assistência à Mulher, ao Adolescente e à Criança Esperança (AAMAE). Atualmente, a unidade de Suzano é a única operante no Alto Tietê e atende a todas as cidades da região. A equipe multidisciplinar que atua no local é composta por duas assistentes sociais, dois psicólogos e um assistente administrativo, que acolhem e prestam atendimento psicossocial para familiares e vítimas de crimes contra a vida, como homicídio, feminicídio e latrocínio.

De acordo com a presidente e fundadora da AAMAE, Silvia Rangel, o usuário assistido passa por uma triagem com o objetivo de entender a demanda e prestar o melhor atendimento de acordo com o que ele necessita. “O Cravi também realiza oficinas periodicamente. Os temas mais comuns estão relacionados a violência, cidadania e direitos”, ressaltou.

Durante o período de pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19), os encontros foram substituídos por transmissões ao vivo e outras ações com o público reduzido, como os grupos para mulheres vítimas de violência doméstica.

O secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Geraldo Garippo, reforçou a importância da unidade para a região no apoio às pessoas impactadas pela violência. “O Cravi foi mais uma conquista para a assistência psicossocial oferecida no município. Com o trabalho em conjunto somos capazes de acolher quem mais precisa”, concluiu.

Desde o segundo semestre do ano passado, a unidade retomou os atendimentos presenciais no subsolo do Paço Municipal (rua Baruel, 501 – centro), respeitando protocolos e limitando o número de pessoas dentro do espaço. O atendimento também pode ser feito on-line, pelo e-mail cravisuzano@justica.sp.gov.br ou pelo telefone (11) 4745-2180. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias