Envie seu vídeo(11) 4745-6900
terça 16 de agosto de 2022

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 16/08/2022
SESC AGOSTO 2022

Decisão de Doria sobre o fim de máscaras ao ar livre não será seguida na região

Municípios têm autonomia de seguir ou não a determinação do governo estadual e mantém estudos

Por Matheus Cruz - de Suzano26 NOV 2021 - 05h00
Máscara será mantida nas cidades da região, apesar da decisão de Doria sobre o não uso ao ar livreFoto: Regiane Bento/DS
As cidades do Alto Tietê decidiram manter a obrigatoriedade do uso de máscaras. Nesta quarta-feira (24), o governador João Doria (PSDB) anunciou a flexibilização no estado de São Paulo em áreas abertas, entretanto, os municípios têm autonomia para seguir ou não a determinação. De acordo com as prefeituras, estão sendo feitos estudos para avaliar a possibilidade.
 
No estado, o uso das máscaras continua obrigatório em ambientes fechados e no transporte público. A medida começa a valer a partir do dia 11 de dezembro e está amparada em orientação do Comitê Científico do Estado. Entre os motivos da flexibilização está a taxa de 75% da população totalmente imunizada, que deve ser alcançada até a data.
 
Em Suzano, a obrigatoriedade está mantida. A Prefeitura anunciou nesta quinta-feira (25) que entende que o uso de máscaras na cidade é uma medida fundamental para ajudar a coibir a disseminação da Covid-19.
 
Com 66,93% da população com o ciclo vacinal completo, semanalmente o Executivo fará a avaliação da pandemia na cidade por meio do Comitê Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus para definir ou não alguma mudança em relação aos protocolos sanitários.
 
Em Mogi das Cruzes, onde atualmente 71,25% da população local já tem o ciclo vacinal completo, a obrigatoriedade do uso de máscaras seguirá valendo até o dia 15 de janeiro. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (25) pelo prefeito Caio Cunha (Podemos), por meio das redes sociais. Itaquaquecetuba, com 62,19% de vacinados, também está em estudo sobre a liberação das máscaras.
 
Entre as cidades da região, Santa Isabel é a que possui maior número de pessoas com o ciclo vacinal completo, com 70,37%. No município, o uso de máscara seguirá obrigatório por enquanto. Porém, é pretendido aderir a liberação da máscara. O Executivo afirma que as estatísticas locais da pandemia apresentaram queda importante.
 
Ferraz de Vasconcelos também optou por manter a obrigatoriedade. A cidade conta com 59,68% da população com a etapa vacinal completa. Segundo o Executivo, com o posicionamento do governo estadual, irá submeter a avaliação do Comitê de Enfrentamento a Covid-19 para novas deliberações.
 
Em Poá e Arujá ainda não há definição sobre o assunto, mas a obrigatoriedade também seguirá valendo. De acordo com o Departamento de Vigilância em Saúde de Poá, a nova medida está sendo discutida pelo Comitê Municipalista Intersetorial de Prevenção à Covid.
 
Até o fechamento desta reportagem, as prefeituras de Guararema, Salesópolis e Biritiba Mirim não retornaram o contato feito pelo DS.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias