Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
domingo 19 de setembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/09/2021
CREA-SP
MAGAZINE CAZARINI
SEC DE GOVERNO - CAMPANHA: CORONAVIRUS - VALE GÁS - FASE II
PMMC REDESCUBRA MOGI
ManArc
Cidades

Delegacia da Mulher e OAB aprovam uso de tornozeleira eletrônica para agressores

Para a delegada Silmara Marcelino e a advogada Maria Margarida Mesquita, o equipamento auxiliará no trabalho das autoridades no combate à violência contra a mulher

Por Thiago Caetano - de Suzano25 JUL 2021 - 18h18
Delegacia da Mulher e OAB aprovam uso de tornozeleira eletrônica para agressoresFoto: Regiane Bento/DS
A Delegacia da Mulher e a Comissão da Mulher Advogada de Suzano aprovam a utilização de tornozeleiras eletrônicas para rastreamento de agressores de mulheres. Para a delegada Silmara Marcelino e a advogada Maria Margarida Mesquita, o equipamento auxiliará no trabalho das autoridades no combate à violência contra a mulher. 
 
Silmara conta que chega a atender, pelo menos, 5 casos de violência contra a mulher por dia, totalizando entre 70 a 100 casos por mês. Os equipamentos trariam um melhor controle para as autoridades e aumentaria o nível de proteção às mulheres. “Qualquer medida que visa a proteção das mulheres é boa. Com a tornozeleira eletrônica, o poder público teria um controle maior e as vítimas ficariam mais seguras”, opina a delegada.
 
A advogada e presidente da Comissão da Mulher Advogada, Maria Margarida Mesquita, também aprova a medida. Na opinião da advogada, a tornozeleira evitaria o crescimento deste tipo de crime. “O equipamento facilitará o trabalho das polícias Civil e Militar, bem como da Patrulha Maria da Penha. Será de suma importância no combate à violência doméstica familiar. A tornozeleira evitaria o crescimento de maus tratos às mulheres, familiares e aos filhos”, disse.
 
Segundo Maria Margarida, os casos têm aumentado cada vez mais na pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Por isso, a comissão implantou o atendimento psicológico presencial na Sala Rosa. Lá, são atendidas menores vítimas de abuso ou sob suspeita. “Unidos procuramos em nossa cidade evitar coibir este tipo de crime. Com os trabalhos, instrumentos e a parceria existente em Suzano, além da implantação de tornozeleira eletrônica, com certeza diminuirão as violências, ameaças e até feminicídios”, finalizou.
 
5 mil tornozeleiras
 
O Governo de São Paulo vai adquirir 5 mil tornozeleiras eletrônicas para rastreamento de agressores de mulheres, bem como 5 mil equipamentos de dispositivos de alerta de proximidade, que ficarão com as vítimas. A iniciativa visa o combate à violência doméstica. O sistema deve entrar em funcionamento a partir de novembro deste ano. As etapas e estratégias de monitoramento dos agressores serão definidas pela Secretaria de Justiça e Cidadania (SJC).
 
A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) não possui um número exato de equipamentos que devem ser enviados para o Alto Tietê, pois ainda está em processo de aquisição. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias