Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 01 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 01/10/2020
ÚNICCO POÁ
SOUZA ARAUJO
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Despejo de esgoto no Rio Tietê chega a 72 toneladas por dia, diz Cetesb

22 SET 2016 - 08h00

Setenta e duas toneladas de poluentes são despejadas diariamente no Rio Tietê por seis cidades da região. A informação é da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e é referente ao ano passado. De acordo com o relatório, o despejo de esgoto e outros tipos de poluentes cresceu 1,11% em um ano se comparado com 2014, quando eram despejados 71,3 toneladas de poluentes. Os dados mostram um cenário preocupante hoje, data em que é comemorado o Dia do Rio Tietê.

O relatório de Índice de Qualidade de Água é realizado anualmente a aponta dados como a quantidade de esgoto e água tratada em cada cidade. A pesquisa ajuda a companhia a nortear as ações que precisam ser realizadas. O aumento do índice de poluição é maior se comparado ao relatório divulgado pelo órgão com dados de 2009. Na época, o Rio Tietê recebia 69,7 toneladas. O aumento é de 3,3 % nos últimos seis anos.

CIDADES

Entre as dez cidades do Alto Tietê, seis despejam os poluentes no Rio Tietê. Elas são Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá e Suzano. Mogi é a cidade que mais despeja poluentes no rio. A quantidade é de 21,1 toneladas por dia. Além disso, a cidade é a que teve, entre as demais, o maior aumento desde 2014, de 1,14%. Devido a isso, o rio chega a Suzano com praticamente nenhum oxigênio.

A segunda maior poluidora é Itaquaquecetuba, com mais de 19 toneladas despejado por dia, seguida de Suzano, com 14,8 toneladas diárias. Em um ano, os municípios de Suzano e Poá foram os apresentaram menor aumento.

RIO TIETÊ

O Rio Tietê tem mais 1,1 mil quilômetros de extensão e é o rio mais importante do Estado. A nascente dele fica em Salesópolis. A degradação do rio teve início na década de 1920, porém a situação se agravou em 1960. Anteriormente, o rio tinha peixes e era utilizado para práticas esportivas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias