Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 30 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 30/09/2020
Pmmc Sarampo
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
SOUZA ARAUJO
ÚNICCO POÁ

Detran: 1,8 mil motoristas perdem CNH; 5% dirigiam sob efeito de álcool

19 ABR 2016 - 08h01

O número de condutores de Suzano que perderam a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), no ano passado, é de 1.824 motoristas.A quantidade é 17,29% maior do que o computado em 2014, quando 1.555 cidadãos perderam o direito de dirigir. A suspensão pode ter acontecido por somarem ou ultrapassarem 20 pontos na habilitação em um período de 12 meses ou por terem cometido uma única infração passível de suspensão, como dirigir embriagado, ultrapassar em 50% da velocidade máxima permitida na via ou praticar racha. Os números foram divulgados pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Além disso, foi divulgado que cerca de 5% do total de motoristas que perderam a carteira estavam dirigindo sob efeito de álcool.

O número de motoristas que cumprem suspensão da CNH por este motivo cresceu 25,36% em 2015 na comparação com 2014. No ano passado, 84 motoristas registrados no município iniciaram o cumprimento da suspensão de 12 meses exclusivamente por dirigirem após terem ingerido álcool, enquanto há dois anos 67 perderam provisoriamente o direito de dirigir por essa razão.

NO ESTADO

Em todo o Estado de São Paulo, a quantidade de motoristas que iniciaram o cumprimento da suspensão da CNH aumentou 71,46% em 2015 na comparação com 2014, de 218.102 para 373.956.

Levando em conta somente as penalidades por embriaguez ao volante, o número de pessoas suspensas no Estado cresceu 53,87% em relação a 2014, de 17.034 para 26.210. Nestes casos, além de multa no valor de R$ 1.915,40, a suspensão do direito de dirigir é de um ano.

Na avaliação do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP), esse aumento pode ser resultado tanto da intensificação da fiscalização por parte de todos os órgãos de trânsito (estaduais, municipais e federais) como da implantação do Sistema Integrado de Multas (SIM), que detecta automaticamente o condutor que atingiu ou ultrapassou a pontuação de 20 pontos em um período de 12 meses ou que cometeu uma infração gravíssima que por si só resulte na penalidade. Como o Detran.SP deu início à utilização desse programa em outubro de 2014, o ano de 2015 foi o primeiro ano completo em que o processo de suspensão foi feito de forma eletrônica, o que tornou todo o trâmite mais rápido e eficiente.

Com receio de perder o direito de dirigir por um longo tempo, muitos cidadãos recorrem aos serviços de empresas que prometem supostamente facilitar o processo e reduzir o período de suspensão. O Detran.SP esclarece, contudo, que o período de suspensão varia de 1 a 12 meses de acordo com o tipo e a gravidade das infrações, além do histórico do condutor.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias