Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 24 de maio de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/05/2019
PMMC CAMPANHA DE AGASALHO
PMMC SEGURANÇA
PMMC MEGAMUTIRAO
PMMC MAIO AMARELO
centerplex 23 a 29/05
Após ataque

Educação reforça diretrizes para acolhimento de alunos durante retomada das aulas

Escolas e creches municipais reabrirão nesta segunda-feira (18); profissionais tiveram orientação sobre como receber as crianças e que tipo de trabalho desenvolver com elas

Por de Suzano16 MAR 2019 - 15h02
Secretaria de Educação de Suzano realizou uma videoconferência com profissionais da rede municipal de ensino para reforçar os parâmetros permanentes de trabalho com crianças, pais, responsáveis e comunidade a partir da retomada das aulasFoto: Wanderley Costa/Secop

A Secretaria de Educação de Suzano realizou uma videoconferência com profissionais da rede municipal de ensino para reforçar os parâmetros permanentes de trabalho com crianças, pais, responsáveis e comunidade a partir da retomada das aulas, que ocorrerá nesta segunda-feira (18). Escolas e creches estão com expedientes suspensos desde quinta-feira (14) após o luto oficial decretado pelo prefeito Rodrigo Ashiuchi no dia anterior, por causa do massacre na Escola Estadual Professor Raul Brasil, no Parque Suzano, que resultou na morte de oito pessoas, além dos dois atiradores.

A videoconferência foi liderada pelo chefe da pasta, Leandro Bassini, que estava acompanhado de assistentes técnicas e supervisora pedagógica, na manhã de quinta-feira (15). “Queremos que os nossos profissionais acolham essas crianças na segunda-feira da melhor maneira possível. Que possamos praticar uma Educação que resgate o diálogo e dê voz aos alunos. A meta é cultivar uma cultura de paz que apresente novas bases, de uma nova sociedade, e proporcione um verdadeiro projeto de cidadão, de ser humano”, afirmou Bassini.

Além de passar a mensagem aos profissionais que estavam acompanhando em tempo real, o secretário destacou algumas diretrizes permanentes para serem trabalhadas com os alunos da educação infantil e do ensino fundamental. “Não basta apenas um dia. Segunda-feira será para recepção. O trabalho tem que ser contínuo, com mecanismos que possibilitem as crianças de se expressarem. Por isso, preparamos e apresentamos sugestões para os educadores atuarem em suas escolas”, disse.

Os parâmetros de trabalho para a sala de aula incluem formar grupos alternados, estimulando a convivência com as diferenças; não utilizar material pronto, mas permitir que as crianças desenvolvam o que desejarem; fazer uso da literatura, para que possam vivenciar situações e se fortalecerem como indivíduos; recorrer a diferentes linguagens para os alunos se expressarem; e realizar rodas de conversa que culminem em produção de conhecimento.

Já no ambiente da escola e da cidade como um todo, as diretrizes envolvem ressignificar os espaços das unidades, para que os estudantes de diferentes séries possam conviver de forma integrada; promover fóruns de debate acerca de assuntos diversos; ensejar a apresentação de trabalhos, a fim de valorizar a autoestima; ter ações com crianças, pais, responsáveis e comunidade; ativar o voluntariado e a solidariedade; e programar atividades que propiciem a vivência em lugares diferentes de seus bairros e em equipamentos públicos.

“Defendemos e solicitamos aos profissionais da rede municipal de Educação a aplicação desses parâmetros permanentes desde o início do governo, e agora estamos reforçando a importância neste momento de luto que abate a nossa cidade”, finalizou o secretário.

 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias