Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 05 de agosto de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 04/08/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Educadora financeira dá dicas para economizar na pandemia

Odete Reis diz que a melhora financeira é uma questão de criar novos hábitos

Por Carolina Rocha - de Suzano02 AGO 2020 - 11h13
Entre as principais dicas, Odete explica que, antes de qualquer coisa, é necessário que a família faça um "pente-fino" nas despesas e que aprenda a cortar gastos que podem ser considerados supérfluosFoto: Arquivo/DS
A educadora financeira Odete Reis deu dicas, nesta semana, de como economizar e fazer dinheiro mesmo com o cenário desfavorável de pandemia. Entre as principais dicas, Odete explica que, antes de qualquer coisa, é necessário que a família faça um "pente-fino" nas despesas e que aprenda a cortar gastos que podem ser considerados supérfluos. 
 
"Com essa pandemia as pessoas ficam mais em casa, acabam comprando mais e gastando mais com energia, uma vez que tem mais aparelhos ligados, como a televisão. Para fazer essa economia doméstica, é necessário analisar como está a situação, no que se gasta mais e o que pode ser considerado desperdício, para conseguir cortar esses gastos supérfluos", explica.
 
A educadora diz que a melhora financeira é uma questão de criar novos hábitos. O planejamento familiar e financeiro, é uma das principais fontes para achar os chamados "ralos de dinheiro", despesas onde se gasta mais do que o necessário, e que acaba virando uma bola de neve na hora de colocar na ponta do lápis.
 
"É preciso pensar no que eu gasto mais. É na água? Na luz? Mercado? Streaming? Pacote de telefone ou internet? É necessário criar tempo e focar naquilo que pode realmente acrescentar algo, mudar os hábitos para conseguir economizar", diz.
 
Para aqueles que perderam o emprego durante a pandemia, Odete diz que o essencial é não desanimar, além de procurar outras formas de ganhar e fazer dinheiro, se reinventando em tempos de crise econômica. A educadora financeira diz que a primeira pergunta que devemos fazer em momentos como esse é "o que posso fazer de diferente?".
 
"O que sei fazer que posso levantar algum dinheiro? Todos temos um dom, um talento, e podemos colocar isso a serviço de outros para fazer dinheiro. Seja um dom com a cozinha, seja oferecendo aulas de inglês. O importante é não desanimar em momento algum", completa.
 
Além disso, Odete diz que é primordial fazer uma reserva de emergência, que possa ser acessada e utilizada em situações como essa. Nesses casos, ela diz que o mais correto a se fazer é retirar a quantia necessária para pagar as contas fixas, e nunca todo o valor investido, de forma que o dinheiro continue rendendo da poupança ou em outro tipo de reserva, como o Tesouro Direto. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias