Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 10 de agosto de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 08/08/2020
Pmmc Mutirão da Catarata
PMMC ALEITAMENTO MATERNO
PMMC  VACINAÇÃO - SARAMPO
PMMC ECOTIETÊ
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Em 1 hora, 159 pedestres são flagrados sem máscaras em cruzamento no Centro de Suzano

Estado arrecadaria R$ 83,4 mil se multasse todos que passam sem máscara em 60 minutos só na Praça João Pessoa

Por Daniel Marques - de Suzano04 JUL 2020 - 22h00
DS flagrou, ainda, outras situações que ignoram as recomendações sanitárias no localFoto: Regiane Bento/Divulgação
Em uma hora, 159 pessoas foram vistas passando pelo cruzamento das ruas General Francisco Glicério com a Campos Salles sem máscara no rosto ou usando indevidamente a proteção. 
Se cada uma fosse multada pelo erro, o Estado arrecadaria, em 60 minutos, R$ 83.409,81.
 
O DS se posicionou no local entre meio-dia e 13 horas da última quarta-feira, 1°, um dia após o anúncio feito pelo governador João Doria (PSDB), e passou a contar cada pessoa que infringia a nova lei, que determina multa de 19 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (Ufesps), o equivalente a R$ 524,59. 
 
Trata-se de um ponto estratégico, já que fica próximo à saída da estação de trem e é um dos trechos de maior movimento de pedestres que querem subir a Glicério desde seu início.
 
No total, 95 pessoas foram vistas com a máscara pendurada no queixo ou abaixo do nariz no período de uma hora. 
 
Outras 62 pessoas foram flagradas sem máscara pendurada em lugar nenhum, sendo 31 descendo sentido estação e 31 subindo sentido Centro. Outras duas pessoas que carregavam crianças pelas mãos também foram vistas sem máscara.
 
NOVO DECRETO
 
O novo decreto estabelece multa para todas essas situações. Segundo publicação feita ontem de manhã no portal do governo, qualquer pessoa que não estiver com máscara cobrindo corretamente nariz e boca poderá sofrer a punição.
 
O DS flagrou, ainda, outras situações que ignoram as recomendações sanitárias no local. A todo o momento, pessoas sentavam nos bancos da Praça João Pessoa e retiravam suas máscaras. Teve gente que tirou a proteção para espirrar próximo à reportagem, e até mesmo a funcionária de uma farmácia foi vista usando a máscara incorretamente, protegendo apenas o queixo.
 
O uso da proteção é recomendado para crianças a partir de dois anos de idade, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, conforme diz o texto. Por isso, muitas mães e pais com crianças no colo usavam a máscara, mas os pequenos não estavam protegidos. Isso aconteceu em 12 situações. Em contrapartida, muitos pais vistos pela reportagem preferiram não arriscar e colocaram máscaras nas crianças.
 
Regras não punem quem estiver fumando ou comendo
 
Segundo o governo do Estado, a pessoa não será multada se estiver fumando, comendo ou ingerindo líquidos, mas a publicação recomenda que o pedestre recoloque a máscara quando terminar.

Quem estiver de carro ou bicicleta também não será punido, já que a legislação não tem regulamentação para transportes particulares. Porém, essas pessoas também serão orientadas a reforçar o uso de máscara fora de suas residências.

No caso de pré-adolescentes e adolescentes, a máscara também é obrigatória, sob pena de aplicação de multa.

Fiscais municipais e estaduais da Vigilância Sanitária realizarão as abordagens aos pedestres que forem pegos infringindo o decreto. Haverá um trabalho de conscientização sobre o uso de máscara e será solicitado o número do CPF do infrator. 

Ele terá um prazo de 10 dias para defesa. Se o recurso for aceito, a multa é cancelada. Caso contrário, terá que ser paga. O valor será destinado ao programa Alimento Solidário, que distribui cestas de alimentos para famílias carentes.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias