Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 29 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 29/09/2020
SOUZA ARAUJO
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo
ÚNICCO POÁ

Em 3 anos, 114 pessoas foram mortas em confronto com a polícia na região

10 MAI 2016 - 08h01

Entre março de 2013 e o mesmo mês deste ano, 114 pessoas foram mortas em confronto com a Polícia nas cidades da região. A quantidade de vítimas é referente a 82 casos registrados. Do total de homicídios computados, em quase 10% houve morte de policiais militares (PM). Foram 11 registros. Os dados fazem parte do site SSP - Transparência, lançado ontem pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) e pelo secretário estadual de Segurança Pública, Alexandre de Moraes. O governo do Estado intitula o site como "o maior portal de informações sobre segurança pública do País".

Com base nos dados divulgados no site, o DS traçou um perfil das vítimas mortas durante intervenção policial. Do total de casos computados, Itaquaquecetuba tem o maior número. Com 22 registros, a cidade tem 26,83% do total. Mogi das Cruzes tem a segunda maior quantidade, com 19; seguida de Ferraz, com 14 registros e Suzano, com 11. Somente Guararema e Salesópolis não computaram mortes deste tipo.

É importante destacar que em alguns casos não foram especificados dados das vítimas, por isso, o número do perfil somado não chega ao total de pessoas mortas. Os números de idade, raça, escolaridade e sexo das vítimas foram obtidos por meio dos Boletins de Ocorrências (B.O.s) disponibilizados no portal.

SEXO

Somente 6,14% das vítimas são mulheres. Das 114 pessoas mortas, sete são do sexo feminino e 107, do masculino. A maior parte destas vítimas são pardas. A Polícia computou 49 pessoas, o que representa 42,98%. Em segundo lugar estão as mortes de brancos, com 42 vítimas (36,84%). A pesquisa também mostrou que sete homicídios de negros foram registrados e um de pessoa amarela.

Com relação à idade das vítimas, a maior parte tem entre 21 e 30 anos. São 32 pessoas, ou seja, 28,07%. Além disso, 21 vítimas tinham idade entre 31 e 40 anos. Dezesseis casos estão relacionados à menores de idade. Houve um registro de morte de um adolescente de 13 anos, oito homicídios de jovens com idades entre 16 e 18 anos e sete, com 19 ou 20 anos. Já na faixa etária de idosos houve quatro casos de morte com pessoas entre 61 e 70 anos. Há também cinco homicídios de vítimas com idade entre 51 e 60 anos e seis casos, com 41 a 50 anos.

A pesquisa também aponta a escolaridade, sendo que 32,46% (37 vítimas) concluíram o 1º grau e 23,68% (27), o 2º grau. Somente 3,51% das vítimas tinham Ensino Superior.

HORÁRIOS

Os dados do portal apontam em qual horário os B.O.s foram registrados nas delegacias da região. A maior parte deles foi de madrugada. São 33 boletins entre à meia-noite e 6 horas, o que representa 40,24%. Além disso, 21 casos foram registrados de manhã (18,42%), 16 à tarde (14,04%) e 12 no período da noite (10,53%).

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias