Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 31 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 31/10/2020
Pms Coronavírus - Fase Verde
Pmmc Sarampo Outubro
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Reisinger Ferreira
PMMC COVID VERDE

Em segunda votação, Câmara aprova redução para 19 cadeiras

26 JUL 2016 - 08h01

A Câmara aprovou oficialmente a redução do número de vereadores para 19 parlamentares na próxima legislatura. O segundo turno de votação para a aprovação da exclusão de duas cadeiras foi realizada ontem. Dos 18 vereadores presentes, 17 votaram a favor da mudança. De acordo com o presidente da Casa de Leis, Denis Claudio da Silva (DEM), o Filho do Pedrinho do Mercado, o projeto de emenda à Lei Orgânica passa a valer a partir de hoje, com a publicação.

A sessão extraordinária teve início às 14 horas e durou apenas 30 minutos sem discussões. Três parlamentares estavam ausentes da votação. O único parlamentar presente que votou contra a emenda foi o vereador Alceu Matias Cardoso (PRB). "Nunca fui favorável a redução. Não sei porque essa redução agora. Não tem motivo. Estamos tirando a oportunidade de muitos candidatos que já têm um trabalho feito na rua, representando a população, que hoje estão sendo vedados. Como fui contrário desde o início, hoje não posso voltar atrás", explicou.

De acordo com o presidente da Casa de Leis, a lei será publicada hoje. "Já definido. Em 2017 a legislação da Câmara contará com 19 vereadores", afirmou. De acordo com o parlamentar, apesar de ter votado a favor da emenda, a decisão é negativa para a cidade. "Eu continuo com a mesma opinião. Suzano perde representatividade, nós temos um município com mais de 200 km², com vereadores bairristas e continuo acreditando que a população perdeu. Acho que foi a única Câmara do Estado que reduziu o número de vereadores".

Na primeira sessão, que aconteceu dia 14, os parlamentares entraram no consenso de reduzir, de 21 para 19 parlamentares na Câmara, por 20 votos a favor. Antes disso, a discussão dividiu a Câmara e o impasse sobre a redução se estendeu por quatro semanas, havendo inúmeras discussões da quantidade de cadeiras que teria na próxima legislatura. Os argumentos dos vereadores contrários a diminuição seguiam para uma 'manobra política'.

LDO

O presidente da Casa de Leis também informou que o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) será votado amanhã pela Câmara. A LDO prevê o orçamento para que o próximo prefeito de Suzano possa administrar o município em 2017. A sessão ordinária terá início às 18 horas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias