Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 21 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/10/2020
PMMC OUT ROSA
Reisinger Ferreira
SOUZA ARAUJO
ÚNICCO POÁ
Pmmc Sarampo Outubro

Em seis meses, violência à mulher registra 1.048 inquéritos e 15 prisões

08 MAR 2016 - 08h01

Em seis meses, as duas Delegacias da Defesa da Mulher (DDMs) instauraram 1.048 inquéritos de violência contra a mulher, além de 15 prisões. Para se ter uma ideia, o número representa cerca de seis agressões por dia. Segundo dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), foram 459 casos em Suzano e 589 em Mogi das Cruzes. Os números trazem um cenário preocupante e que é tema de debate hoje, data em que é comemorado o Dia Internacional da Mulher.

Em Suzano, a DDM passou a funcionar em agosto do ano passado após anos de luta para que a unidade fosse instalada na cidade. Desde que foi inaugurada, a delegacia registrou 459 inquéritos instaurados e cinco prisões, sendo quatro em flagrante e uma por mandado. Outubro do ano passado foi o mês com maior número de casos: 94, seguido de setembro, com 87 registros de agressão. Em novembro foram instaurados 78 inquéritos e em dezembro, 71. Já em janeiro deste ano foram computados 79 casos. No mês da inauguração, a quantidade de registros foi menor: 50, porém a unidade só começou a funcionar no dia 10.

Entre as cinco prisões efetuadas, foram registrados um caso em agosto, um em outubro, dois em novembro e um em dezembro. Além disso, a unidade contou com uma arma de fogo apreendida em novembro do ano passado. A DDM funciona de segunda a sexta-feira, das 9 às 19 horas, na Rua Presidente Nereu Ramos, 302.

MOGI

Em Mogi, o número de casos computados é maior do que em Suzano. Na cidade, em seis meses, foram instaurados 589 inquéritos, com dez prisões, sendo cinco em flagrante e cinco por mandado. Os meses em que houveram maior número de registros são novembro, com 112 casos, e outubro, com 107 inquéritos. Em dezembro e janeiro foram computados 96 agressões, cada. Em agosto do ano passado, foram feitos 93 registros e em setembro foram contabilizados 85 casos. No município também houve a apreensão de uma arma de fogo.

A unidade mogiana passou por reforma. A finalização e entrega da nova DDM foi feita pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) no mês passado. Foram investidos cerca de R$ 558 mil.

ESTADO

Ontem, o secretário estadual de Segurança Pública, Alexandre de Moraes, afirmou que a DDM é um importante recurso no combate à violência da mulher. Segundo ele, algumas delegacias do Estado já abrem aos finais de semana. Os Boletins de Ocorrência (B.O.) de violência doméstica também podem ser feitos em qualquer delegacia e até mesmo pela Polícia Militar, o BOPM, que depois é encaminhado, por via eletrônica, para a delegacia.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias